IRDEB - Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia
TV Rádio Notícias Interatividade

Jovem que relatou a ocupação do Complexo do Alemão vem a Salvador para contar sua experiência

Do portal Correio Nagô

Quando um grupo de jovens negros soteropolitanos decidiu se reunir para formar o Instituto Mídia Étnica (IME), não imaginava que sete anos depois esse sonho resultaria em dos principais sites focados no público afrodescendente do país: o portal Correio Nagô.

Para celebrar esta trajetória, o instituto traz a Salvador o jovem carioca Renê Silva que, assim como a experiência do Correio Nagô, inovou na Comunicação aos 17 anos ao relatar em tempo real, através do twitter “Voz das Comunidades”, conflitos no conjunto de favelas do Complexo do Alemão, durante ocupação da Polícia Militar do Rio de Janeiro, em 2010.

Após relatar cada passo da operação, Renê se tornou uma celebridade e passou de 180 seguidores a quase 22 mil seguidores, no microblog. Hoje, ele é consultor da Rede Globo e possui uma agência de notícias especializada nas comunidades cariocas.

Em Salvador, Renê participará de uma série de três atividades em comemoração aos sete anos do Instituto Mídia Étnica, que terá como público o próprio mercado de comunicação, estudantes de escolas públicas e comunidades periféricas. No dia 15 de outubro, o jovem participará de um debate no auditório Nilda Spencer, no Conselho Estadual de Cultura, no Campo Grande, com o tema “Mídia Comunitária e Mídia Tradicional: um diálogo possível?”.

O debate contará ainda com mais dois jovens que fazem trabalhos semelhantes na capital baiana: o coordenador do grupo Mídia Periférica, Enderson Araújo, da comunidade de Sussuarana e Jefferson Borges do portal Nordeste Eu Sou, que atua no complexo do Nordeste de Amaralina, área que reúne os bairros de Santa Cruz, Nordeste, Chapada do Rio Vermelho e Vale das Pedrinhas.

“O encontro destes três jovens com o Instituto de Mídia Étnica servirá para mostrar iniciativas que, assim como o Correio Nagô, surgiram para mudar a cara da comunicação. São experiências exitosas que provam que a comunicação, além de um direito humano, é uma ferramenta poderosa para transformar realidades”, destaca um dos diretores da organização, Paulo Rogério Nunes.

Antes, no dia 13 de outubro, o jovem carioca visitará a comunidade de Sussuarana para um debate com os jovens. “É importante mostrar também que há jovens que participam ativamente das comunidades e que contrariaram as estatísticas, apesar da omissão do Estado, mostrado que existem outros caminhos para a juventude negra”, complementa Ilka Danusa, também diretora da instituição.

Já no dia 16 de outubro, o Instituto Mídia Étnica realizará um encontro com agências de publicidade baianas para apresentar o portal Correio Nagô (www.correionago.com.br) e discutir a criação de um novo mercado consumidor negro, principalmente diante da informação divulgada recentemente pelo Governo Federal de que 80% da classe C é formada por afrodescendentes. Para ampliar o debate, René Silva dividirá a mesa com João Paulo Cunha, cientista político, consultor do Instituto Data Popular e especialista em pesquisa sobre o comportamento da Classe C. As atividades têm o apoio da Secretaria Estadual de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi) e do Fundo Baobá.

Conheça as organizações que integram essa ação
Instituto Mídia Étnica – Organização da sociedade civil criada em 2005 e que realiza projetos para assegurar o direito humano à comunicação e ao uso das ferramentas tecnológicas, especialmente para a comunidade afro-brasileira, o Instituto Mídia Étnica trabalha com ações como a busca pela diversidade na mídia, o treinamento de jornalista e estudantes de comunicação e assessoria para organizações afro-brasileiras. Seu portal, Correio Nagô, é referência nacional na cobertura de temas ligados aos afrodescendentes. Site: www.midiaetnica.org

Mídia Periférica – Insatisfeitos com programas de maior audiência da mídia convencional, que excluem a cultura das periferias e muitas vezes usam as comunidades como cenário para suas matérias sensacionalistas, três jovens se reuniram durante o curso de “Direito à comunicação e produção de vídeos”, ministrado pelo Instituto Mídia Étnica e realizado pelo Fundo de Populações das Nações Unidas (UNFPA) na comunidade de Sussuarana em Salvador-BA, e fundaram o Grupo de Comunicadores Jovens Mídia Periférica. Site: http://midiaperiferica.blogspot.com.br/

Nordeste Eu Sou – Com cerca de 200 mil habitantes, o Complexo Nordeste de Amaralina é considerado um dos maiores bairros da cidade do Salvador e conhecida diante da mídia como uma região de alta periculosidade. Com intuito de desmistificar esse paradigma, o portal NORDESTeuSOU, criado em 2011, consiste em unir ações de esporte, lazer, entretenimento e notícias culturais, com um modelo de website diferenciado, priorizando o respeito e a valorização do que há de melhor na comunidade. Site: http://www.nordesteusou.com.br/

Voz das Comunidades – Com apenas 17 anos, Renê Silva se tornou repentinamente uma das maiores celebridades e repórter em tempo real dos conflitos no Conjunto de Favelas do Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio de Janeiro. Por morar em uma casa no Morro do Adeus, localizada em frente à área de conflito, Renê pode assistir o desenrolar da operação e, assim, passou a postar os acontecimentos no twitter “Voz da Comunidade”. Em dois anos, saltou de 180 seguidores para cerca de 22 mil. O caso ganhou repercussão na mídia, e o rapaz passou a ser requisitado para dar entrevistas em jornais, rádios e emissoras de televisão até do exterior, além de consultoria para produções que abordam a realidade das periferias. Site: http://www.vozdascomunidades.com.br/

 

SERVIÇO

13/10 (sábado), 19h30 – Diálogo entre experiências de mídia comunitária no bairro Novo Horizonte, com a participação do jovem carioca, Renê Silva criador do twitter “Voz da Comunidade”, onde relatou a ocupação do Complexo do Alemão. Contato: 71.9220-2546 (Enderson Araújo).

15/10 (segunda-feira), 19h30 – Seminário Mídia Comunitária e Mídia Tradicional: um diálogo possível? – no auditório Nilda Spencer, no Conselho Estadual de Cultura, na Avenida Sete de Setembro, Campo Grande, ao lado da Casa D´Itália. Contato:  8718-7156 (Paulo Rogério Nunes).

16/10 (terça-feira), 8h30 – Mídia, Consumo e Classe C – Café da Manhã com profissionais de publicidade e marketing, no Mundo Plaza (Avenida Tancredo Neves). Para convidados, informações: 71.8870-5804 (Ilka Danusa).

Mais informações: www.correionago.com.br

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

 
Governo da Bahia  ©2020 | IRDEB - Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia. Secretaria da Educação do Estado da Bahia.