IRDEB - Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia
TV Rádio Notícias Interatividade

5º Festival Radioca: cinco dias, três espaços, 16 shows

Festival RadiocaCelebrando seus cinco anos, evento soteropolitano de música brasileira, patrocinado por Puro Malte Tropical Devassa, Natura Musical e Governo do Estado, cresce e inova em seu formato

Festival receberá nomes como Céu, João Donato e Tulipa Ruiz, Lazzo Matumbi, Tim Bernardes, Tiganá Santana, Tuyo, Luiza Lian, Afrocidade, dentre outros

Nos cinco anos do Festival Radioca, cinco dias de programação: a edição 2019 será de 6 a 10 de novembro, ocupando três diferentes espaços da cidade de Salvador. O evento mergulha na música brasileira, valorizando sua diversidade, misturando diferentes estilos e incentivando o público a se deparar com o novo. Um total de 16 shows e ainda um papo musicado com três artistas compõem uma estrutura inovadora na história do projeto. São atrações oriundas de seis estados do país, muitas delas inéditas na Bahia, como as turnês de lançamento dos novos discos de Céu e Tiganá Santana, o projeto que reúne João Donato e Tulipa Ruiz, o mais recente espetáculo de Luiza Lian e as primeiras aparições na capital baiana de Tim Bernardes em carreira solo, Amaro Freitas Trio, Mestre Anderson Miguel, Dônica e Jessica Caitano. Do efervescente cenário local, além de Tiganá, estão Afrocidade, Lazzo Matumbi, Illy, Livia Nery, Tangolo Mangos e Josyara.


Abrindo os trabalhos, na quarta-feira (6 de novembro), o cenário é o mais importante palco do estado: a Sala Principal do Teatro Castro Alves (TCA), que recebe Tim Bernardes (SP), Tiganá Santana (BA) e Amaro Freitas Trio (PE), numa noite de fina categoria. A quinta e a sexta-feira serão na Arena do Sesc-Senac Pelourinho, com shows de Luiza Lian (SP) e Livia Nery (BA), no dia 7 de novembro, e o “Processo criativo compartilhado: Papo Musicado”, no dia 8, com Tulipa Ruiz (SP), Josyara (BA) e novamente Livia Nery, para tocar e falar de suas obras, numa conversa mediada pela radialista Daniela Souza.

No final de semana, 9 e 10 de novembro, acontece a tradicional maratona de imersão, na Chácara Baluarte, no bairro do Santo Antônio, onde serão montados dois palcos. Serão 11 atrações no total: no sábado, João Donato (AC) e Tulipa Ruiz (SP), Afrocidade (BA), Tuyo (PR), Mestre Anderson Miguel (PE) – com participação de Siba (PE) – e Tangolo Mangos (BA); no domingo, Céu (SP), Lazzo Matumbi (BA), Dônica (RJ), Illy (BA), Abayomy (RJ) – com participação de Saulo Duarte (PA) – e Jessica Caitano (PE). Na ambientação do espaço, o evento conta com a Feira Pedra Papel Tesouro (PPT), que comercializa arte, paisagismo, impressos e moda, além de food trucks, bares e espaços de convívio.

A curadoria é feita pelo jornalista Luciano Matos, os músicos Roberto Barreto e Ronei Jorge e a produtora Carol Morena, que também assina a coordenação geral do Festival. Luciano, Roberto e Ronei formam o trio condutor do Programa Radioca, veiculado há 11 anos pela Rádio Educadora FM Bahia e que originou a criação do evento. Para a seleção da grade, eles buscam seguir a mesma lógica do programa e apresentar artistas e acontecimentos musicais relevantes, numa identidade que escapa de obviedades, se atreve a riscos, fisga tendências e coloca em contato, numa mesma plateia, públicos de interesses diversos. A garantia e a prioridade são a música, em sua manufatura e atributos, como vitrine da riqueza da produção brasileira contemporânea, consolidando o lema de “A música que você ainda vai ouvir”.

“Mais uma vez, conseguimos fazer um equilíbrio com nomes que achamos que estão entre o que de melhor é produzido no país atualmente. De novidades ainda sem um disco lançado até um veterano como João Donato, com uma longuíssima trajetória. São artistas com propostas diferentes, uma diversidade de gêneros e estilos musicais que provoca o que sempre queremos, que é oferecer experiência com a música além do que as pessoas estão acostumadas”, afirma Luciano Matos. “Esse ano, também conseguimos fazer algo que sempre quisemos, que é ter um dia focado em sonoridades mais intimistas, digamos assim, com Tiganá, Amaro e Tim numa noite que já está nos dando muito orgulho. Estamos muito satisfeitos com os cinco dias de evento”, completa.

Realizado anualmente pela Tropicasa Produções desde 2015, e já figurado entre os principais eventos musicais do país, o 5º Festival Radioca é patrocinado e apresentado pela Puro Malte Tropical Devassa. Tem patrocínio de Natura Musical e Governo do Estado, através do Fazcultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura do Estado da Bahia. Conta com apoio da Sympla, plataforma oficial de vendas, e o Spotify é o Player Oficial.

Atividades de formação – O Festival Radioca inclui em sua programação atividades de formação voltadas a artistas, produtores e demais profissionais do campo da música, contribuindo para o fortalecimento da cena local. São ações que envolvem convidados de reconhecida trajetória em suas áreas de atuação, em eventos públicos e gratuitos, abertos a quaisquer interessados.

No dia 6 de novembro (quarta-feira), em parceria com o Teatro Castro Alves (TCA) e o Spotify, uma edição especial do projeto Conversas Plugadas apresenta a “Masterclass Spotify”, com Carolina Alzuguir, líder de artistas e gravadoras do Spotify no Brasil, na Sala do Coro do TCA, às 16h. Ela vai dar dicas e exemplos de como artistas e suas equipes podem gerenciar e promover seu conteúdo na plataforma, além de acompanhar informações de consumo e sugerir músicas para serem incluídas em playlists – tudo isso através de uma ferramenta chamada Spotify For Artists.

No sábado, 9 de novembro, dois bate-papos acontecem na Casa-Museu Solar Santo Antônio. Primeiro, às 10h, o “Tropical Transforma: Música pop, cultura urbana e identidade”, em parceria com a Puro Malte Tropical Devassa, patrocinadora do Radioca, reunindo Coy Freitas, diretor artístico e curador da recém-lançada plataforma de música Tropical Transforma, da Devassa, que tem como objetivo dar voz, e palco, à nova música tropical brasileira; Gabriel D’Angelo Braz, gerente de Marketing da marca Devassa, do Grupo HEINEKEN no Brasil; Dai Dias, produtora, booker e diretora de produção do Festival Bananada, de Goiânia; e Patricktor4, um dos principais DJs e produtores brasileiros da atualidade. À tarde, às 13h, é a vez de discutir “Promoção no atual mercado da música: Feiras, mercado internacional e caminhos possíveis”, com a produtora Melina Hickson, o empresário, agente e produtor cultural Ricardo Rodrigues e o curador, produtor cultural e compositor Vince de Mira.

ATRAÇÕES DE 6 DE NOVEMBRO: TEATRO CASTRO ALVES

Tim Bernardes (SP): músico, compositor, produtor musical e multi-instrumentista, membro da banda O Terno, lançou em 2017 seu primeiro trabalho solo, “Recomeçar”, agora no Radioca apresentado pela primeira vez em Salvador, logo após retorno de turnê por Portugal. Neste disco, indicado ao Grammy Latino de 2018 como Melhor Álbum de Música Alternativa em Língua Portuguesa, Tim reforça seu nome como um dos grandes compositores de sua geração.

Tiganá Santana (BA): Lançando seu quarto álbum no Radioca, “Vida Código”, o compositor, cantor, instrumentista, produtor musical e pesquisador apresenta um trabalho focado em canções e com presença mais significativa de instrumentos eletrônicos ao lado dos acústicos. O show também traz temas que marcam a carreira do artista, primeiro na história fonográfica do Brasil a gravar, como autor, canções em línguas africanas.

Amaro Freitas Trio (PE): A cultura de Pernambuco transborda naturalmente no estilo do pianista e compositor que é uma das grandes revelações do jazz brasileiro recente e que vem pela primeira vez à Bahia. Lançou o seu disco de estreia, “Sangue Negro”, em 2016, e o mais recente, “Rasif”, em 2018. Para além do sempre predominante samba jazz, Amaro volta-se para a cultura nordestina e traduz frevo, baião, maracatu, ciranda e maxixe para a linguagem do jazz, ao lado de Jean Elton (baixo acústico) e Hugo Medeiros (bateria).

ATRAÇÕES DE 7 DE NOVEMBRO: ARENA DO SESC-SENAC PELOURINHO

Luiza Lian (SP): Depois dos discos “Luiza Lian” (2015) e “Oyá Tempo” (2017), Luiza Lian, que também é artista visual, lançou “Azul Moderno” (2018), que gera um espetáculo inspirado no cinema expandido, apresentado no Radioca pela primeira vez em Salvador. O show, sensível, feminino e cheio de camadas visuais, resgata referências das tradições da música brasileira em um repertório contemporâneo, fundindo ancestralidade e tecnologia.

Livia Nery (BA): Despontada na cena nacional com seu primeiro disco solo, “Estranha Melodia”, lançado este ano, com produção dela própria em parceira com Curumin. O trabalho segue o impulso da experimentação, entorta canções e dá verniz pop a uma pluralidade que vai do eletrônico à melancolia. Trata-se da reunião de quase uma década de produção, enquanto Livia atuava como instrumentista e produtora de diversos artistas parceiros.

ATRAÇÕES DE 8 DE NOVEMBRO: ARENA DO SESC-SENAC PELOURINHO

“Processo criativo compartilhado: Papo Musicado”

Tulipa Ruiz (SP): Vencedora do Grammy Latino na categoria Pop Brasileiro Contemporâneo e de prêmios como do Multishow e da APCA, Tulipa Ruiz se apresentou em todo o Brasil e em países das Américas, da Europa e da Ásia. Na qualidade de compositora, é inúmeras vezes parceira do irmão e produtor Gustavo Ruiz, entre outros. Tem quatro álbuns lançados: “Efêmera” (2010), “Tudo tanto” (2012), “Dancê” (2015) e “TU” (2017).

Livia Nery (BA): Instrumentista, cantora, compositora e produtora, Livia Nery chega ao seu primeiro álbum, “Estranha Melodia” (2018), depois de ter lançado o EP “Vulcanidades” (2017). No seu cruzamento de música urbana com o cancioneiro brasileiro, já mergulhou em laboratórios e investigações de variados projetos musicais. Como produtora, esteve à frente de faixas de Letrux e Luisão Pereira, além de coassinar as produções de seus próprios projetos.

Josyara (BA): Lançou em 2018 seu segundo disco, “Mansa Fúria”, um retrato da cantora, compositora e violonista em seu percurso entre sertão, litoral e metrópole. Nascida em Juazeiro, no interior da Bahia, ela traz em suas composições um olhar sensível, embalado por um violão percussivo e potente.

ATRAÇÕES DE 9 DE NOVEMBRO: CHÁCARA BALUARTE

João Donato (AC) e Tulipa Ruiz (SP): Criada ao som de Donato, Tulipa está vendo sua estrada juntar-se à de seu ídolo. O Radioca recebe o projeto que reúne a dupla em cena e celebra suas afinidades. Misturando e reinterpretando seus repertórios próprios, o show inclui também as duas músicas que gravaram juntos, recém-lançadas num compacto. O trabalho é feito com a banda Pipoco das Galáxias (Gustavo Ruiz, Samuel Fraga, Gabriel Mayall) e o trombonista da banda Bixiga 70, Doug Bone.

Afrocidade (BA): Uma das grandes representantes da nova música da Bahia. A sua identidade, nutrida em ritmos ancestrais e na matriz percussiva, revela a potência de um grupo marcado pela irreversível conscientização coletiva das minorias e a conexão com musicalidades da produção negra brasileira e internacional. Como resultado, surge uma música afrobaiana politizada, popular e contagiante, que converge estilos de periferias das grandes cidades: pagode, arrocha, dub jamaicano, reggae, ragga e afrobeat.

Tuyo (PR): Lio, Lay e Machado compõem o trio que lançou o EP de estreia, “Pra Doer”, em 2017, ressoando o seu trabalho pelo país com faixas que soam acústicas (em sua forma mais pura: voz e violão), mas que também flertam com timbres eletrônicos. Já o primeiro álbum cheio, “Pra Curar”, de 2018, exibe referências que passam pelo folk e também ganham pinceladas do hip hop e do synth pop, além de incorporar guitarras e outros elementos.

Mestre Anderson Miguel (PE): Cirandeiro com história musical que se inicia na infância em torno do Maracatu de Baque Solto na Zona da Mata de Pernambuco, Mestre Anderson Miguel se serve da ancestralidade para recriar caminhos e apresentar sua matriz cultural como uma expressão vibrante, dinâmica e transformadora. Seu terceiro disco, “Sonorosa” (2018), tem produção de Siba, que estará no show como integrante da banda e como participação especial.

Tangolo Mangos (BA): Formada em 2017, é um dos nomes de destaque da nova geração do rock baiano. A banda se identifica com diferentes gêneros musicais, destacando-se o rock clássico, a MPB e a música regional nordestina, além de uma estética ligada à psicodelia. O primeiro lançamento, o EP “Mangas a Caminho da Feira nº 1”, saiu em março deste ano. O próximo registro está em processo de produção e será lançado no primeiro semestre de 2020.

ATRAÇÕES DE 10 DE NOVEMBRO: CHÁCARA BALUARTE

Céu (SP): Com o quinto álbum, “APKÁ!”, lançado em setembro, Céu traz sua novíssima turnê para o Radioca. A artista, que mescla o vintage e o digital à tropicalidade, apontada como a cantora e compositora mais importante de sua geração, assina a produção musical do trabalho juntamente com Hervé Salters e Pupillo, mesmos de “Tropix” (2016). Um disco quente e minimalista, que junta extremos sonoros, temáticos, musicais e conceituais, como se repassasse as viagens que ela fez em suas produções anteriores.

Lazzo (BA): Personalidade fundamental do cenário da música afro-baiana. Com quase 40 anos de carreira, reconhecido pela sua voz marcante e interpretações de groove inconfundível, apresenta uma musicalidade que mistura ritmos como reggae, samba, jazz e soul. Com oito discos no currículo, está em produção de um trabalho novo, além de estar lançando uma releitura do álbum “Atrás do Por do Sol”, que completou 30 anos em 2018.

Dônica (RJ): Fazendo seu primeiro show em Salvador dentro do Radioca, a Dônica, criada em 2011, é formada por José Ibarra (vocal e teclados), Miguel Guimarães (baixo), Felipe Moura (bateria), Lucas Nunes (guitarra) e Tom Veloso (violão) – filho de Caetano Veloso –, que assina as composições. A sonoridade possui fortes influências do rock progressivo dos anos 1970, da música experimental e da MPB, especialmente do Clube da Esquina. O mais recente trabalho, “Itamonte”, saiu no ano passado e o próximo álbum já está em produção.

Illy (BA): A cantora baiana, radicada no Rio de Janeiro, mostra seu timbre suave e preciso no EP “Enquanto você não chega” (2016) e no primeiro álbum, “Voo Longe” (2018), com produção de Alexandre Kassin e Moreno Veloso, figurado entre os melhores discos do ano em listas como da revista Rolling Stone. Do ijexá ao jazz, do samba ao rock, da salsa ao pop, passando pelo reggae, ela demonstra versatilidade, técnica e suingue.

Abayomy (RJ): Com 10 anos de carreira, se volta para a música brasileira, explorando ritmos do Norte e Nordeste do país, e se expande em experimentações dentro da música africana. A crítica social profunda não se perde da verve dançante e divertida, características importantes do som da banda. Surgido como um tributo ao criador do afrobeat, o nigeriano Fela Kuti, o grupo reúne 13 músicos e tem dois álbuns lançados: “Abayomy” (2012) e “Abra Sua Cabeça” (2016). O show inclui canções inéditas do próximo disco e terá participação de Saulo Duarte.

Jessica Caitano (PE): Artista multifacetada, é cantora, compositora, rapper, coquista, repentista, percussionista, poetisa, declamadora, educadora e ativista. Nascida no município de Triunfo, no Sertão do Pajeú de Pernambuco, assina projeto solo em que desenvolve sua verve poética e seu flow agressivo e empoderado, em parceria com o produtor Chico Correa. Mistura cultura popular com batidas urbanas numa performance surpreendente.

ESPAÇOS

Teatro Castro Alves: Com mais de 50 anos de história, o Teatro Castro Alves (TCA) é o mais importante palco da Bahia e uma referência nacional. Localizado no bairro do Campo Grande, no Centro de Salvador, o espaço dispõe de 1.554 poltronas em um ambiente climatizado e beneficiado por um sofisticado projeto acústico. A plateia tem visibilidade e audição perfeitas de qualquer ponto. O palco tem boca de cena de 9 metros de altura por 16 de largura.

Arena do Sesc-Senac Pelourinho: Inaugurado em 1975, ano de restauração dos casarões que formam o Complexo Turístico Sesc-Senac Pelourinho, e reinaugurado em 1998, após ampla reforma, este espaço cultural é um dos mais intensos da cidade. Localizado no Largo do Pelourinho, cenário de cartão postal de Salvador, tem em sua Arena uma excelente opção para eventos ao ar livre, ao mesmo tempo que permite uma proximidade entre artistas e público.

Chácara Baluarte: Localizada no bairro do Santo Antônio, coração de Salvador, a Chácara Baluarte é um espaço de eventos novo, inaugurado em outubro de 2018, com capacidade para quase 3 mil pessoas. Local muito amplo, arborizado, arejado e com diversos ambientes, oferece vista para a Baía de Todos os Santos e muitas possibilidades de circulação. Serão montados dois palcos para uma experiência ainda mais intensa do público, em meio a ambientação própria, feira, food trucks, bares e espaços de convívio.

PARCEIROS

“Acreditamos que existe um fio condutor que rege as transformações que estamos vendo na música brasileira, e isso está ligado à criatividade transformadora do brasileiro, que nós enxergamos como nossa identidade tropical”, afirma Gabriel D’Angelo Braz, gerente de Marketing da marca Devassa, do Grupo HEINEKEN no Brasil. “Desenvolvemos uma rede de parceiros com os principais produtores culturais de todo o Brasil e juntos cocriamos uma plataforma que enaltece o movimento da nova música brasileira”, completa Gabriel.

Pelo quarto ano, Natura Musical aposta no Radioca. “O Natura Musical busca alavancar o desenvolvimento da cena independente da música brasileira. Por isso, entendemos que apoiar festivais regionais é decisivo para essa finalidade. Os festivais estimulam todo o ecossistema da música, graças ao seu potencial de formar público e criar novas pontes entre artistas e audiência”, afirma Fernanda Paiva, gerente de Marketing Institucional da Natura.

“O Radioca traça, anualmente, um panorama de tendências da música brasileira, com a participação de artistas consagrados e nomes em ascensão. É um evento que favorece o intercâmbio entre músicos baianos e de outros estados e, além disso, tem o compromisso com a reflexão sobre a cadeia produtiva da música”, avalia Alexandre Simões, superintendente de Promoção Cultural da SecultBA.

Devassa – Tropical Transforma: A marca lança uma plataforma musical com o objetivo de dar voz, e palco, ao que chama de nova música tropical brasileira, além de ser um canal aberto de conteúdo e reflexões sobre todas essas transformações culturais. Em fevereiro, Devassa apresentou seu novo posicionamento, “Tropical Transforma”, que enaltece a criatividade transformadora brasileira como representação do que quer dizer “tropical”, deixando para trás clichês que automaticamente remetem à palavra: praia, sol, coqueiros. Com isso, busca mostrar que a música é uma das principais manifestações por onde esses signos culturais brasileiros vêm se ressignificando. Devassa é hoje patrocinadora dos principais festivais de música brasileira do país, entre eles Radioca, Bananada, Sarará, Do Sol, Serasgum, GTR, Wehoo, entre outras iniciativas.

Natura Musical: Principal plataforma de patrocínio da marca Natura. Desde seu lançamento, em 2005, o programa investiu R$ 132 milhões no patrocínio de 418 projetos – entre CDs, DVDs, shows, livros, acervos digitais e filmes. Os trabalhos artísticos renovam o repertório musical do país e são reconhecidos em listas e premiações nacionais e internacionais. Em 2018, o edital do programa selecionou 50 projetos em todo o Brasil, entre artistas, bandas e coletivos, e estabeleceu parcerias com 10 festivais independentes de Norte a Sul do país. A plataforma digital do programa leva conteúdo inédito sobre música e comportamento para mais de meio milhão de seguidores nas redes sociais. Em São Paulo, a Casa Natura Musical se tornou uma vitrine permanente da música brasileira, com cerca de 100 shows para adultos e crianças ao longo de 2018.

Fazcultura: Parceria entre a Secretaria de Cultura (SecultBA) e a Secretaria da Fazenda (Sefaz), o mecanismo integra o Sistema Estadual de Fomento à Cultura, composto também pelo Fundo de Cultura da Bahia (FCBA). O objetivo é promover ações de patrocínio cultural por meio de renúncia fiscal, contribuindo para estimular o desenvolvimento cultural da Bahia, ao tempo em que possibilita às empresas patrocinadoras associar sua imagem diretamente às ações culturais que considerem mais adequadas, levando em consideração que esse tipo de patrocínio conta atualmente com um expressivo apoio da opinião pública.

5º FESTIVAL RADIOCA
6, 7, 8, 9 e 10 de novembro de 2019
Salvador, Bahia, Brasil

Programação:

  • 6/11 (qua), 19h30
    = No Teatro Castro Alves (TCA)
    Tim Bernardes (SP) + Tiganá Santana (BA) + Amaro Freitas Trio (PE)
  • 7/11 (qui), 19h30
    = Na Arena do Sesc-Senac Pelourinho
    Luiza Lian (SP) + Livia Nery (BA)
  • 8/11 (sex), 19h30
    = Na Arena do Sesc-Senac Pelourinho

“Processo criativo compartilhado: Papo Musicado”, com Tulipa Ruiz (SP) + Livia Nery (BA) + Josyara (BA)

  • 9/11 (sáb), 15h30
    = Na Chácara Baluarte (Santo Antônio Além do Carmo)
    João Donato (AC) e Tulipa Ruiz (SP) + Afrocidade (BA) + Tuyo (PR) + Mestre Anderson Miguel (PE) com participação de Siba (PE) + Tangolo Mangos (BA)
  • 10/11 (dom), 15h30?
    = Na Chácara Baluarte (Santo Antônio Além do Carmo)
    Céu (SP) + Lazzo Matumbi (BA) + Dônica (RJ) + Illy (BA) + Abayomy (RJ) com participação de Saulo Duarte (PA) + Jessica Caitano (PE)

Preços:

  • Ingresso para 6/11: R$ 50 e R$ 25
  • Ingresso para 7/11: R$ 40 e R$ 20
  • Ingresso para 8/11: R$ 20 e R$ 10
  • Ingresso para 9/11: R$ 60 e R$ 30
  • Ingresso para 10/11: R$ 60 e R$ 30
  • Dobradinha Final de Semana (9/11 + 10/11): R$ 110 e R$ 55

 

Vendas:

  • Sympla – plataforma oficial de vendas: sympla.com.br/radioca2019
  • Excepcionalmente para o dia 6/11 no TCA: Bilheteria do TCA, SACs do Shopping Barra e do Shopping Bela Vista ou canais digitais da Ingresso Rápido (site e aplicativo)

Classificação indicativa: 18 anos

 Atividades de formação (abertas ao público | entrada franca):

  • 6/11 (qua), 16h
    = Na Sala do Coro Teatro Castro Alves (TCA)
    Conversas Plugadas – Masterclass Spotify, com Carolina Alzuguir
  • 9/11 (sáb), 10h
    = Na Casa-Museu Solar Santo Antônio
    Bate-papo “Tropical Transforma: Música pop, cultura urbana e identidade”, com Coy Freitas, Gabriel D’Angelo Braz, Dai Dias e Patricktor4
  • 9/11 (sáb), 13h
    = Na Casa-Museu Solar Santo Antônio
    Bate-papo “Promoção no atual mercado da música: Feiras, mercado internacional e caminhos possíveis”, com Melina Hickson, Ricardo Rodrigues e Vince de Mira

www.radioca.com.br | www.facebook.com/radiocabahia | www.instagram.com/radioca_


PARA FOTOS EM ALTA E VÍDEOS, ACESSE:
http://bit.ly/radioca2019

Festival Radioca | Marcatexto
Paula Berbert: paula@marcatexto.com.br | (71) 99127-7803
Atila Barros: atila@marcatexto.com.br | (71) 98635-8285

Natura Musical | Conteúdo Comunicação
Telefone: (11) 5056-9800
Aline Paz: aline.paz@conteudonet.com
Luciana Rabassallo: luciana.rabassallo@conteudonet.com

Tags: , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

 
Governo da Bahia  ©2019 | IRDEB - Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia. Secretaria da Educação do Estado da Bahia.