IRDEB - Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia
TV Rádio Notícias Interatividade

Água de Meninos – A Grande Feira do Cinema Novo

A Feira de São Joaquim é um dos pontos de Salvador mais conhecidos pelos soteropolitanos e turistas. Sua história é formada pela diversidade cultural, pela miscigenação dos seus freqüentadores e pela sua originalidade. No entanto, muita gente desconhece (ou renega) a sua importância cultural, econômica e social para a Bahia, fortalecendo uma marginalidade atribuída a ela por pessoas que queriam destruí-la por motivos econômicos.

Essa é uma teoria defendida por alguns estudiosos da história da Feira de Água de Meninos (hoje Feira de São Joaquim) e por clientes e feirantes que viveram o grande incêndio ocorrido,em 1964. Para essas pessoas, o declarado interesse pela região onde era sediada a feira – local muito próximo do Porto de Salvador e área marítima onde estavam muitos dutos de petróleo – foi a maior causa pelo incidente que destruiu a Feira. Porém, até hoje não se confirmou que o incêndio foi criminoso, sendo atribuído a uma empresa de combustível da época a culpa pelo vazamento de gás que teria provocado o início das chamas.

Esse é um dos momentos retratados pela diretora Fabíola Aquino em seu documentário Água de Meninos – A Grande Feira do Cinema Novo, lançado no dia 11 de junho. Retratar os últimos cinqüenta anos da Feira de São Joaquim (que surgiu em 1964, após o incêndio da Feira de Água de Meninos), seus costumes e sua relação com a sociedade baiana é um dos objetivos desse longa de 52’.

Através de uma narrativa habilidosa formada por depoimentos de pessoas que conviveram com as Feiras de Água de Meninos e São Joaquim e do foco nos filmes A Grande Feira (Roberto Pires,1962) e Sol sobre a Lama (Alex Viany,1964) – que  registraram as condições de vida da sociedade baiana na década de 1960, tendo como pano de fundo os conflitos sociais existentes na Feira de Água de Meninos – Fabíola e sua equipe conseguiu contar a história das duas Feiras em quatro tempos: a Feira de Água de Meninos, o Cinema Novo produzido na Feira, seu incêndio, em 1964, e o hoje, em São Joaquim.

O documentário Água de Meninos – A Grande Feira do Cinema Novo exibe as diversidades da Feira de São Joaquim em cores fortes e marcantes, mostrando sua gente que em meio a artigos de candomblé, barracas de artesanatos, carnes, frutas, verduras e uma infinidade de produtos, possibilitou a captação da essência desse que é o maior mercado a céu aberto do Brasil.

Veja a matéria completa sobre o lançamento do documentário Água de Meninos – A Grande Feira do Cinema Novo, no dia programa Soterópolis, no dia 28/06, às 22h, e na reprise, no dia 01/07, às 16h.

 

Deixe um comentário

 
Governo da Bahia  ©2021 | IRDEB - Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia. Secretaria da Educação do Estado da Bahia.