IRDEB - Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia
TV Rádio Notícias Interatividade

Histórico de junho de 2015

jun
25

NAVEGAR É PRECISO! E VIVER, NÃO É PRECISO?

Postado por soteropolis

Por Caroline Vieira

 

Como andam as relações sociais vinte anos após o surgimento da internet. Navegar é preciso! E viver, não é preciso? O professor da Universidade Federal da Bahia, André Lemos, abre algumas janelas e propõe uma reflexão sem preconceitos sobre os sintomas sociais vividos pela sociedade depois da revolução digital.

Sem dúvida, estamos mais conectados, ou melhor, hiper conectados. Mas será que esta conexão não nos priva da convivência com o outro? Estamos vivendo a era da solidão em rede? Para os estudiosos da comunicação não há isolamento, nem separação. Ao contrário, nunca estivemos tão interligados. Vivemos a aldeia global, como preconizou o filósofo canadense Marshal Mcluhan.

Do ponto de vista psicológico, talvez, a resposta não seja tão exata assim. Nunca foi tão comum vermos casais ou amigos dividindo um almoço sem abandonar o aparelho celular, desviando a atenção do outro ao menor som do bip do aparelho.  Hoje é comum dirigirmos o carro ao mesmo tempo que enviamos mensagens. Será mesmo que o mundo ficou mais urgente?

Solitários ou não, a verdade é que a indústria cinematográfica tem provocado o espectador com filmes que discutem esta inversão nas relações humanas, onde o virtual assume o papel de protagonista nas relações cotidianas. Um bom exemplo é a película “Ela” de Spike Jonze (2013). Nele um homem solitário de meia idade resolve os seus problemas emocionais ao adquirir um aplicativo eletrônico que emula a voz e a relação com uma mulher. Será o fim do amor romântico? O futuro será absolutamente programado e manipulado pelas máquinas?

Saindo do campo das relações interpessoais, não podemos negar os avanços políticos conquistados através das redes.  A hiper conexão possibilitou articulações sociais que pareciam esquecidas na rotina dos brasileiros. Existiriam as manifestações de 2013 senão fosse a conexão via redes sociais? É possível que não.

A verdade é que tudo é muito novo e nós estamos aprendendo a nos relacionar com esta nova tecnologia. Só o futuro definirá se as redes afastaram ou aproximaram ainda mais os homens.

 

jun
19

PROGRAMAÇÃO SÃO JOÃO NO PELÔ 2015

Postado por soteropolis

Veja a programação dos shows para o São João de Salvador deste ano:

 

TERÇA-FEIRA (16)
Largo Pedro Archanjo, a partir das 19h: Sarajane e Banda Flor de Canela
Largo Quincas Berro D’Água, a partir das 21h: Forró Arrankabeijo

 

SEXTA-FEIRA (19)
Largo Quincas Berro D’Água, a partir das 21h00: Jailton Torres
Largo Pedro Archanjo, a partir das 21h: Banda Cactus

 

SÁBADO (20)
Terreiro de Jesus, a partir das 16h: Catuaba com Amendoim, Daniel, Adelmário Coelho, Mastruz com Leite e Matheus e Kauan
Largo do Pelourinho, a partir das 19h: Zé Duarte, Poiz É e Virgílio

 

DOMINGO (21)
Terreiro de Jesus, a partir das 16h: Canários do Reino, Geraba, Cangaia, Elba Ramalho e Del Feliz
Largo do Pelourinho, a partir das 19h: Flor de Maracujá, Flor Serena e Caviar com Rapadura

 

SEGUNDA-FEIRA (22)
Terreiro de Jesus, a partir das 16h: Val Macambira, Forrozão, Calcinha Preta, Israel Novaes e Cristiano Araújo
Largo do Pelourinho, a partir das 19h: Corpo de Mulher e Jorge Zarath

 

TERÇA-FEIRA (23)
Terreiro de Jesus, a partir das 16h: Targino Gondim, Carlos Pita, Dorgival Dantas, As Coleguinhas e Renato Fechini
Largo do Pelourinho, a partir das 19h: Banda Forró Safado, Yago e Juliano e João Almeida
Paripe, a partir das 18h: Filomena Bagaceira, Tio Barnabé, Limão com Mel, Torres da Lapa e Tierry

 

QUARTA-FEIRA (24)
Terreiro de Jesus, a partir das 16h: Zelito Miranda, Estakazero, Saulo Fernandes canta Luiz Gonzaga, Cavaleiros do Forró e Cicinho de Assis
Largo do Pelourinho, a partir das 19h: Cacau com Leite, Trio Virgulino e Forró do Bom
Paripe, a partir das 18h: Tenilson Del Rey, Forró do Moído, Aviões do Forró, Avenida 7 e Danniel Vieira

 

SEXTA-FEIRA (26)
Largo Pedro Archanjo, a partir das 21h: Forró do Zé
Largo Tereza Batista, às 22h: Jaqueline Damasceno
Largo Quincas Berro D’Água, às 20h30: Neto de Procópio

 

SÁBADO (27)
Largo Pedro Archanjo, às 21h: Val Macambira

 

* Mais atrações serão somadas à programação em Salvador e divulgadas no site.

 

jun
18

A CÂMERA COMO UM LÁPIS, O LÁPIS COMO UMA CÂMERA

Postado por soteropolis

Por Vânia Dias

Que desenho se pode formatar com uma câmera que se vale de pincel para uma tela em movimento? O Soterópolis aproveitou a edição de 2015 do Seminário Internacional de Cinema e Audiovisual – Cinefuturo para conversar com artistas, cineastas e pesquisadores sobre a relação entre o cinema e a pintura. Onde essas duas expressões artísticas se encontram? Quais realizadores “pintaram” os seus filmes a partir de telas que revolucionaram os seus olhares?

Lech Majewsk, cineasta polonês, é uma pessoa que teve a sua vida artística totalmente impactada por uma tela. Uma pintura de Giorgione chamada “La Tempesta”,  o remeteu a um filme do Michelangelo Antonioni, Blow Up.  Para Majewsk, as pinturas podem inspirar muitos realizadores. Segundo ele, um dos filmes mais importantes da história do cinema, “Rublev”, de Tarkovsky, é totalmente baseado em pinturas de Andrei Rublev, que pintava ícones na Rússia.

Para a professora de Cinema e Design da PUC/RJ, Denise Lopes, o nascimento da arte como pintura expressa um desejo antiquíssimo do homem de fazer a imagem em movimento. E é graças ao cinema e às propriedades psicológicas da tela, que o signo elaborado e abstrato das artes visuais reganha outras dimensões. Um filme de pintura se utiliza de uma obra já constituída e esteticamente elaborada e lança sobre a tela uma nova luz.

Para conhecer mais dessa perspectiva audiovisual que se apropria da pintura, assista ao Soterópolis desta semana que ilustra, escuta e caminha por obras raras do cinema pictórico. O nosso encontro é quinta-feira, às 22h! Até lá!!!

 

Imagem: Divulgação

Imagem: Divulgação

 

 

jun
18

ENTRETENIMENTO EM UMA INFÂNCIA DE VERDADE

Postado por soteropolis

Por Zeca Forehead

Ainda há opções de lazer e cultura em Salvador voltados para o público infantil, onde as crianças podem ser elas mesmas, longe de apelos consumistas. O pleno exercício da infância cercado de estímulo criativo onde a imaginação é que ganha asas.

Em tempos de Galinha Pintadinha, Peppa Pig e crianças grudadas em tablets e celulares (quem diria, até os videogames estão sendo postos de lado pela gurizada), ainda há gente disposta a produzir diversão fincada em cultura e educação pros pequenos – e o melhor: funciona.

No Espaço Xisto Bahia (Complexo Cultural dos Barris) os Encontros de Domingo reúnem pais e filhos pra curtir uma manhã com teatro, música e contação de histórias. Ah, e com um belíssimo café da manhã regional pra despertar nas crianças o gosto pela comida não-industrializada. Paredes forradas com papéis pra turminha desenhar à vontade e muitas brincadeiras fazem parte do que é uma manhã preenchida de alegria e aprendizado nos encontros de domingo.

Leve as crianças para o projeto Encontros de Domingo no Espaço Xisto Bahia:

Complexo Cultural dos Barris – Rua General Labatut, nº 27

A partir das 9h

Já o projeto Leiturinhas Musicadas acrescenta a imaginação da criançada à leitura dramática e muita música. Desde 2007 o projeto existe, mas embora voltado para o público infantil, nem sempre teve a colaboração das crianças no palco. Hoje os textos que são apresentados sofrem a leveza da espontaneidade infantil na hora de intervir, e o resultado encanta adultos e crianças.

Acompanhe a programação do Leiturinhas Musicadas através da página do projeto:

Facebook.com/leiturinhasmusicadas

Projetos como estes em que histórias são ouvidas na oralidade, fazem as crianças criarem sons e imagens – e quando se junta teatro a essa linguagem as possibilidades de aproveitamento são imensas.

jun
17

DESTAQUES SOTERÓPOLIS 18/06

Postado por soteropolis

 

O Soterópolis desta quinta-feira fala sobre temas super especiais. Mostraremos um pouco da Exposição Toussaint Mufraggi, falaremos sobre as relações entre cinema  e pintura, a história do cinema argentino, livros infantis e contação de histórias, além de várias outras atrações.

Não perca! Às 22h, na TVE Bahia ou pelo portal do IRDEB (http://www.irdeb.ba.gov.br/).

 

 

 

jun
11

ESPETÁCULO DO TEATRO BASE NO ESPAÇO CULTURAL DA BARROQUINHA

Postado por soteropolis

A Bunda de Simone

Espetáculo do Teatro Base sobre autonomia do corpo feminino está de volta em curta temporada no Espaço Cultural da Barroquinha

a bundadesinome 

 

Trazendo à tona a discussão sobre o feminino, o corpo e sua autonomia na sociedade contemporânea, o espetáculo A Bunda de Simone volta a cartaz no Espaço Cultural da Barroquinha (Praça Castro Alves, s/n, Barroquinha) em curta temporada, entre os dias 17 e 21 de junho (quarta a sábado, às 19h; domingo, às 17h e às 19h). A ação integra o projeto “O corpo à espreita do Feminino”, parceria entre o Teatro Base e a Giro Produções Culturais, com o apoio financeiro da Fundação Cultural do Estado da Bahia. Os ingressos custam R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia entrada).

 

Terceira obra artística do grupo, A Bunda de Simone teve estreia em Salvador em outubro passado e foi ganhadora do Prêmio Braskem 2014 na “Categoria Especial” pela instalação cenográfica idealizada por Erick Saboya, além de indicada à categoria “Melhor Texto”. Recentemente, o grupo realizou circulação também pelas cidades de Cachoeira e Alagoinhas.

 

O espetáculo

Propondo Lavagem, Molho, Centrifugação e Estendimentos em varais urbanos

 

Dirigido por Diego Pinheiro e “performado” por Brisa Morena, Diego Alcantara, Laís Machado e Lara Duarte, A Bunda de Simone reúne dança, performance, teatro e música para discutir temas como a sexualidade, o machismo, a mídia, o direito da mulher ao seu próprio corpo e o desejo.

 

O título da montagem é uma referência à foto polêmica da filósofa francesa Simone de Beauvoir nua, de costas, tirada pelo fotógrafo Art Shay, em Chicago. É a partir desse acontecimento que o Teatro Base traz à tona um texto com inspirações nos escritos da feminista francesa e estudos sobre o corpo, o desejo, a mídia e a grande mídia, além de – e o mais importante – histórias das próprias atrizes-performers. O objetivo é apresentar a tentativa de libertação dos padrões citados, expondo, a partir daí, as contradições caracterizadas no embate contra uma cultura de escala global.

O Teatro Base

 

Coletivo de pesquisas nas artes cênico-performativas, o Teatro Base tem como eixo investigativo os princípios e procedimentos que fundamentam a ação do performer a partir dos segmentos em teatro, dança e música. O grupo completou cinco anos de investigação continuada, tendo em seu currículo experimentos cênicos, três obras artísticas (Arbítrio, Oroboro e A Bunda de Simone), produção da mini-residência Delirium Ambulatorium (ANO I), workshops e a idealização e produção do evento/movimento EMPUXO, juntamente com outros artistas, núcleos, coletivos e grupos emergentes da cidade de Salvador – BA.

 

Com Arbítrio, o Teatro Base obteve três indicações ao Prêmio Braskem de Teatro 2011 (Melhor Espetáculo, Ator Revelação e Grupo Revelação), ganhando o grupo como revelação do ano de 2011. Em outubro de 2014, foi o ganhador do Prêmio Braskem de Teatro com a obra A Bunda de Simone, na Categoria Especial, pela instalação cenográfica idealizada por Erick Saboya, além de indicado na categoria Melhor Texto.

 

Atualmente, o Teatro Base desenvolve o projeto “O Corpo à Espreita do Feminino”, que prevê dois anos de ações continuadas incluindo workshops, oficinas, experimentos cênicos eintervenções urbanas, entre outras ações, com o financiamento da Fundação Cultural do Estado da Bahia.

 

Mais sobre a pesquisa e o grupo no blog: http://oteatrobase.blogspot.com.br/

 

Sinopse

A Bunda de Simone

 

A montagem propõe um fórum de discussão, a partir de uma experiência estética, sobre o corpo e sua autonomia na sociedade contemporânea. A estrutura da obra collage busca dar vazão a subjetividades e identidades que extravasam o corpo a partir dos elementos da dança, teatro e performance, tendo inspirações nos escritos de Beauvoir e em outros estudos sobre o corpo, o corpo feminino, o desejo, a mídia, a grande mídia e cultura pop – além das próprias histórias das atrizes-performers. Em tempos nítidos de legislações sobre as subjetividades, A Bunda de Simone é sobre corpos em processo de lavagem moral, ética e estética.

 

 

SERVIÇO

 

O quê? A Bunda de Simone

Quem? Brisa Morena, Diego Alcantara, Laís Machado e Lara Duarte

Quando? 17 e 21 de junho (quarta a sábado, às 19h; domingo, às 17h e 19h)

Onde? Espaço Cultural da Barroquinha (Praça Castro Alves, s/n, Barroquinha. Telefone: 71 3202.7880)

Quanto? R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia entrada)

 

 

FICHA TÉCNICA

 

Criação: Teatro Base

Direção: Diego Pinheiro

Elenco: Diego Alcantara, Laís Machado, Lara Duarte e Brisa Morena

Textos: Teatro Base

Dramaturgia: Lara Duarte e Diego Pinheiro

Assistente de direção: Katiuska Azambuja

Cenografia: Erick Saboya

Chefe de Cenoctecnia: Adriano Passos

Cenotécnicos: Antônio Carlos Pequeno, Bruno Matos, Cássio Tomate e Israel Luz

Contrarregra: Marcelo Bastos

Figurinos: Diego Alcantara

Iluminação: Luiz Guimarães

Assistente de iluminação e operador de luz: Eliedson Rosa

Direção musical: Ronei Jorge e Andrea Martins

Assistente de direção musical / Assistente técnico de som: Gustavo Carvalho

Técnico e operador de som: Marcos Sampaio e Victor Falcão

Design gráfico: Laís Machado

Produção: Giro Produções Culturais

Realização: Teatro Base e Giro Produções Culturais

jun
11

SOTERÓPOLIS DE HOJE, 22H!!

Postado por soteropolis

 

Se o trânsito está uma palhaçada uma opção é parar e dar risada!

 

Sons de buzina, avanço de sinal, cortada pela direita. Calma, você não está diante de um videogame, esta é uma cena típica e prosaica do trânsito em Salvador.

Preocupados com esta situação, o grupo de Teatro Viapalco idealizou o espetáculo Circocileta. As apresentações envolvem técnicas de circo e palhaçaria com o objetivo de divertir o público mas, também, de provocá-lo a pensar sobre a questão da mobilidade urbana.

Circocicleta tem direção de João Lima e faz parte do edital Arte por Toda Parte da Fundação Gregório de Mattos.

As apresentações acontecem sempre ao ar livre, nas feiras e ruas da cidade, convidando o público passante a largar os fazeres do dia e a se deleitar com o clima circense.

A próxima edição vai acontecer na Orla do Farol nos dias 12, 13 e 14 de junho, nos horários de 19h, 16h e 9h respectivamente. Anotou? Então, não vai perder!

 

 

 

Aqui, os seus 10 reais valem muito!!!!

 

Por Vania Dias

 

A gente sabe que a maré não está pra peixe. Quando a inflação protagoniza a cena é o  lazer quem costuma sair de campo, mas pra você não abrir mão daquela pausa tão importante na rotina, daquele programinha familiar no final de semana, o Soterópolis organizou um panorama de lugares e de coisas bem legais pra você se divertir com apenas 10 reais!!

 

Pelo Centro da cidade selecionamos a Biblioteca Pública do Estado pra você conhecer e também desfrutar da programação diária oferecida pela DIMAS – Diretoria de Audiovisual que exibe em suas salas de cinema uma programação intensa de filmes raros. Não muito longe dali, indicamos também um passeio no MAM – Museu de Arte Moderna da Bahia que além do lugar privilegiado tem uma atividade musical imperdível aos sábados.

 

E o panorama não para por aí! Segue também por outros cantos da cidade. Na orla, destacamos o Parque Pituaçu e no subúrbio, garimpamos a IX edição do Caldeirão Cultural – Festival de Artes do Subúrbio Ferroviário, que acontece no Centro Cultural Plataforma até o dia 14 deste mês.

 

Exposições no Palacete das Artes, visita ao MAFRO – Museu Afro-Brasileiro da Bahia e o Sebo Brandão, com diversas opções baratas de livros das mais diversas áreas, são algumas das opções que enumeramos pra você se divertir gastando bem pouquinho.

 

O percurso termina com o projeto “Quanto Vale o Show?”, que reúne boa música e artistas independentes em uma iniciativa que proporciona ao público pagar o valor que tem o que cabe no bolso. Tudo isso você acompanha no Soterópolis desta semana!!! O nosso encontro é às 22h na tela da TVE e o bis aos domingos, às 15h30.  A gente se encontra por lá!!!

 

Chegou a vez dos independentes
Projeto Nordeste Lab promove o intercâmbio entre canais de TV e produtoras audiovisuais

Um espaço para o diálogo entre grandes emissoras televisivas e pequenas produtoras audiovisuais independentes. A proposta do Nordeste Lab é criar uma plataforma de encontros entre aqueles que exibem e aqueles que produzem conteúdo pelo nordeste. Uma forma de quebrar um monopólio audiovisual do eixo Rio-São Paulo, para garantir a inclusão dessas produções nas emissoras de tv paga.

Durante o projeto,  os canais apresentam os perfis de cada emissora, os chamados players. É neste momento que os contratantes falam dos conteúdos que buscam e quais as especificidades para selecionar produtos realizados pelas produtoras. Em seguida, tem início as rodadas de negócios – é neste momento que as produtoras se reúnem com os representantes para viabilizar a comercialização de um produto.

O Nordeste Lab proporciona encontros e parcerias comerciais entre produtores, mas vai além. A ideia é garantir uma rotina de formação para o público interessado e estimular a criação no âmbito do Nordeste. O projeto promove encontros, mesas de debates e oficinas, para estimular os produtores na realização de novos conteúdos e fortalecer a rede de conteúdos da região, o que garante uma diversidade da grade de programação dessas emissoras.

Para conhecer mais sobre o projeto: www.labaudiovisual.com.br

 

JCTG01

 

João Carlos Teixeira Gomes e O Labirinto de Orfeu

Jornalista, poeta e crítico literário, João Carlos Teixeira Gomes o “Pena de Aço” – apelido pelo qual é conhecido por sua longa luta durante a ditadura militar – lança nas livrarias o livro “O Labirinto de Orfeu”, coletânea composta por 146 poemas autorais, em que avalia a importância da poesia na vida humana e analisa os principais recursos usados na elaboração de um poema.

Ocupante da cadeira de número 15 da Academia de Letras da Bahia desde 1989, o autor foi um dos fundadores do Jornal da Bahia, em 1958, e é autor de obras como “Gregório de Mattos, o Boca de Brasa” e a biografia “Glauber Rocha – Esse Vulcão”, além do polêmico “Memórias das Trevas – Uma devassa na vida de Antônio Carlos Magalhães” sobre o ex-governador da Bahia.

Como dito no subtítulo de seu novo livro, Joca reafirma aqui suas qualidades de pesquisador: Teoria e prática do soneto. Além de avaliar a importância da poesia na vida humana, o autor analisa os principais recursos usados na elaboração de um poema.

João Carlos defende que a poesia é um recurso espiritual do ser humano e reforça a ideia de que não deve ser consumida apenas por uma elite intelectual ou acadêmica, e que a criação literária na sua totalidade corresponde às necessidades básicas do homem.

Você pode encontrar “O Labirinto de Orfeu”, novo livro de João Carlos Teixeira Gomes nas principais livrarias de Salvador.

jun
9

DIÁLOGOS, DEBATES E A MOSTRA BAHIA AFORA MARCAM SEGUNDO DIA DO FESTIVAL DE CINEMA BAIANO

Postado por soteropolis

CapaEmail

A troca de experiência e diálogo entre o público e os realizadores já é uma marca presente em todas as edições do Festival de Cinema Baiano. No segundo dia de atividades, essa dinâmica pôde ser percebida durante todas as sessões. Durante o bate-papo após a exibição de “O imaginário de Juraci Dórea no sertão – Veredas”, o produtor executivo do filme, Wiltonauar Moura, falou sobre a importância de estar no FECIBA representando o diretor Tuna Espinheira, que faleceu em fevereiro deste ano e relembrou um pouco do processo de produção do filme. “Eu sou carioca mas moro na Bahia há mais de 15 anos. Foi bastante representativo estarmos em caravana, numa incursão emotiva ao sertão do estado, contando parte da história do artista fantástico que é o Juraci Dórea”, frisou.

 

Na plateia, estudantes do colégio Sistema, de Itabuna, assistiam atentos ao filme. Para a professora Lorenza Mucida, o contato com a arte cinematográfica vai além do papel educacional. “Este é o terceiro ano que participamos e é sempre positivo proporcionar esta experiência de interação, compreensão e reconhecimento dos conteúdos das disciplinas na tela do cinema”, afirmou. Bruno Gonzaga e Jéssica Ramos, que estão no terceiro ano do ensino médio, ficaram impressionados com a qualidade técnica e a sensibilidade artística dos filmes apresentados na Mostra Bahia Adentro, que dá espaço às produções do interior do estado. “É legal perceber que um filme tão legal e que nos faz aprender tanto foi feito aqui na Bahia”, citou Bruno.

 

A Mostra Bahia Afora, com filme “A história da Liberdade”, do diretor Camilo Cavalcante, foi a programação de encerramento do segundo dia do festival. Quem esteve presente para conversar com o público após a sessão foi o baiano Leonardo França, que integra o elenco do longa. Ele pontuou que, embora o filme seja pernambucano, há diversos pontos de convergência, como o fato dele ser baiano e da produção ter tido a cidade de Juazeiro como uma das bases de apoio logístico. Leonardo também falou da importância do evento e da necessidade de enaltecer nossas origens. “Nota-se uma postura de resistência e empoderamento, além de garra e ousadia para se produzir um evento como o FECIBA no interior do estado. Afirmar e defender, com dignidade, de onde se vêm, é motivo de orgulho”, completou.

 

Terceiro dia do V FECIBA! Veja os destaques da programação

 

Mais um dia de programação extensa e diversificada marca esta terça-feira, 09 de junho, terceiro dia do V FECIBA – Festival de Cinema Baiano, que acontece até o próximo sábado, dia 13 de junho, no Cine Santa Clara, em Ilhéus.

 

Pela manhã, além da continuidade das atividades das Oficinas de Direção de Produção e Direção e Preparação de elenco e do encerramento da Oficina Básica de Cinema e Linguagem para crianças, às 10h aconteceu o último dia da Mostra Infanto-Juvenil, que com ingressos esgotados recebeu os alunos da Escola Curumim, de Itabuna e da Escola Nucleada de Santo Antônio,  de Ilhéus, para assistir a exibição dos curtasO filme de Carlinhos”, de Henrique Filho, “Patrício”, de Daniel Leite Almeida, “Viver”, de Roberto Filho, “Dom Casmurro”, de Renata Lima e Juliana Midlej e  “O Monstro e a Floresta” de GIF (Wayner Tristão).

 

Para os Debates On Line, queo público pode acompanhar ao vivo pelo site do FECIBA ou presencialmente, contaremos com a participação de Letícia Vasconcelos, diretora do curta “Paraquedas”, Ricardo Sena, diretor de “Boi Roubado”, Daniel Leite, diretor de “Patrício”, Marcos George, ator de “Um simples olhar” e Marina Medeiros, responsável pela Oficina de Direção e Preparação de Elenco.

 

A Mostra Sexualidades dá prosseguimento à programação discutindo a temática de gênero no cinema nacional e regional, com a exibição dos filmes: “Atrás dos Olhos”, de André Araújo e Fábio Fernandes; “Um simples Olhar”, de Marcos Carvalho; “Eu, Travesti?”, de Leandro Rodrigues; “Paraquedas”, de Letícia Vasconcelos; “O Corpo é meu”, de Luciana Oliveira”; “O Babado de Toinha”, de Julia Aguiar, André de Oliveira e Cauê Rocha.

 

O filme “Doce Amianto”, de Guto Parente e Uirá dos Reis marcam presença na Mostra Bahia Afora às 17:30e às 19:30, a Mostra Atualidade recebe o filme “Rabeca”, do diretor Caetano Dias, um documentário-ficção sobre hábitos seculares que seguem vivos em cidades do interior da Bahia, como Irecê, Lapão, Xique-Xique, Bom Jesus da Lapa e Correntina. Com exceção da Mostra Bahia Afora, todas as sessões são gratuitas e seguidas de bate-papo com os realizadores.

 

Também como parte da programação do Festival, seguem até o dia 13 de junho três exposições: “Cores da terra”, no Cine Santa Clara das 08h às 22h, que traz de Ibirataia, na região Sul do estado, a arte feita com cerâmica e ferra; “Identidade Bahia”, na Casa de Jorge Amado, das 08h às 12h e das 14h às 18h, que visa traduzir a cultura dos diversos cantos do estado através do registro de paisagens, culturas e saberes populares; e, no mesmo local e horário, a exposição “Jornada em Cartaz”, que integra a Mostra Homenagem a Guido Araújo, com os cartazes de da Jornada Internacional de Cinema da Bahia.

 

O V Festival de Cinema Baiano conta com o apoio financeiro da Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB) por meio do edital Setorial de Audiovisual vinculado ao Fundo de Cultura da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) e realização do NúProArt – Núcleo de Produções Artísticas e da Voo Audiovisual.

 

Confira a programação completa de hoje e dos próximos dias do V FECIBA:

 

TERÇA – 09/06

 

Local: Auditório Sosígenes Costa – Casa Jorge Amado

08h – Oficina de Direção de Produção com Sylvia Abreu

 

Local: Auditório do Ilhéus Hotel

08h – Oficina de Direção e Preparação de Elenco com Marina Medeiros

 

Local: Auditório Fernando Leite – Casa Jorge Amado

08h – Oficina Básica de Cinema e Linguagem para Crianças, com Gustavo Brandão e Denise Lara

Local: Cine Santa Clara

10h – Mostra Infanto-Juvenil

  • Exibição dos curtas: “O filme de Carlinhos”, de Henrique Filho; “Patrício”, de Daniel Leite Almeida; “Viver”, de Roberto Filho; “Dom Casmurro”, de Renata Lima e Juliana Midlej;  “O Monstro e a Floresta” de GIF (Wayner Tristão).

14h – Debate On-line

15:30 – Mostra Sexualidades

  • Exibição dos curtas: “Atrás dos Olhos”, de André Araújo e Fábio Fernandes; “Um simples Olhar”, de Marcos Carvalho; “Eu, Travesti?”, de Leandro Rodrigues; “Paraquedas”, de Letícia Vasconcelos; “O Corpo é meu”, de Luciana Oliveira”; “O Babado de Toinha”, de Julia Aguiar, André de Oliveira e Cauê Rocha

17:30 – Mostra Bahia Afora

  • Exibição do filme: “Doce Amianto” de Guto Parente e Uirá dos Reis

19:30 – Mostra Atualidades

  • Exibição do filme: “Rabeca”, de Caetano Dias

QUARTA – 10/06

 

Local: Auditório Sosígenes Costa – Casa Jorge Amado

08h – Oficina de Direção de Produção com Sylvia Abreu

 

Local: Auditório do Ilhéus Hotel

08h – Oficina de Direção e Preparação de Elenco com Marina Medeiros

 

Local: Cine Santa Clara

10h – Mostra Competitiva de Curtas – Programa 01

  • Exibição dos curtas: “Balú”, de Paula Gomes; “Carranca”, de Wallace Nogueira e Marcelo Matos de Oliveira; “Mãe D’água”, de Lamonier Angelo, “Menino da Gamboa”, de Pedro Perazzo e Rodrigo Luna; “O Boi Roubado”, de Ricardo Sena.

14h – Debate On-line

15:30 – Mostra Retrospectiva

  • Exibição do filme: “Samba Riachão”, de Jorge Alfredo

17:30 – Mostra Competitiva de Curtas – Programa 01

  • Reexibição dos curtas: “Balú”, de Paula Gomes; “Carranca”, de Wallace Nogueira e Marcelo Matos de Oliveira; “Mãe D’água”, de Lamonier Angelo, “Menino da Gamboa”, de Pedro Perazzo e Rodrigo Luna; “O Boi Roubado”, de Ricardo Sena.

19:30 – Mostra Bahia Afora

  • Exibição do filme: “Branco Sai, Preto Fica”, de Adirley Queirós

QUINTA – 11/06

 

Local: Cine Santa Clara

10h – Mostra Competitiva de Curtas – Programa 02

  • Exibição dos curtas: “Caminho de Pedra”, de Marcos Carvalho; “Materno”, de Alequine Sampaio e Ruy Dutra; “Noite de Baile”, de Artur Dias; “SeteOito”, de Luciana Lemos; “Tereza”, de Rezia Lopes.

14h – Debate On-line

15:30 – Mostra Atualidades

  • Exibição do filme: “Guitarra Baiana”, de Daniel Talento

17:30 – Mostra Competitiva de Curtas – Programa 02

  • Reexibição dos curtas: “Caminho de Pedra”, de Marcos Carvalho; “Materno”, de Alequine Sampaio e Ruy Dutra; “Noite de Baile”, de Artur Dias; “SeteOito”, de Luciana Lemos; “Tereza”, de Rezia Lopes.

19:30 – Mostra Atualidades

  • Exibição do filme: “Revoada”, de José Umberto

SEXTA – 12/05

 

Local: Cine Santa Clara

10h – Mostra Competitiva de Curtas – Programa 03

  • Exibição dos curtas: “10/5/2012”, de Álvaro Andrade; “Antiok”, de Dario Vetere; “Com Fome no Fim do Mundo”, de Marcus Curvelo; “Muros”, de Camele Queiroz e Fabricio Ramos.

14h – Debate On-line

15:30 – Mostra Retrospectiva

  • Exibição do filme: “Abrigo Nuclear”, de Roberto Pires

17:30 – Mostra Competitiva de Curtas – Programa 03

  • Reexibição dos curtas: “10/5/2012”, de Álvaro Andrade; “Antiok”, de Dario Vetere; “Com Fome no Fim do Mundo”, de Marcus Curvelo; “Muros”, de Camele Queiroz e Fabricio Ramos.

19:30 – Mostra Atualidades

  • Exibição do filme: “A doce flauta da Liberdade”, de George Neri

SÁBADO – 13/06

 

Local: Cine Santa Clara

09h – Workshop “Discutindo a Lei 13.006/2014 – O Cinema Brasileiro nas Escolas”, com a Profa. Dra. Inês Teixeira

14h – Mesa Redonda “Podemos!”, com Bertrand Duarte, Gleiciara Ramos, José Araripe Jr., Ramon Coutinho e Victor Aziz

19h – Cerimônia de Encerramento e Premiação da Mostra Competitiva de Curtas

20h – Mostra Retrospectiva

  • Exibição do filme: “Talento Demais”, de Edgard Navarro

 

jun
9

PROGRAMAÇÃO DIMAS, DE 09 A 18 DE JUNHO!

Postado por soteropolis

dimas

jun
2

DESTAQUES EDUCADORA FM – NEWS SEMANA DE 29 DE MAIO A 07 DE JUNHO

Postado por soteropolis

marca educadora 2011color

SÁBADO – 30.05

IRDEB ASSINA CONVÊNIO de fomento à produção audiovisual baiana durante cinefuturo

 

O IRDEB assina neste sábado, 30.05, às 09h30, no Foyer do Teatro Castro Alves, durante o Cinefuturo, o convênio com as 11 produtoras vencedoras do Edital 02/2014 – Fomento à Produção Audiovisual Baiana, realizado em parceria entre o IRDEB e a ANCINE. O edital destina R$ 6,3 milhões na produção de conteúdo independente para televisão. Deste valor, R$ 4,2 milhões serão aportados pelo programa Brasil de Todas as Telas, com recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), e R$ 2,1 milhões virão do orçamento do IRDEB, vinculada com a Secretaria da Educação do Estado da Bahia e serão utilizados para a produção de projetos de documentários, telefilmes de ficção e obras seriadas de ficção, documentais e de animação, com destinação e exibição inicial em televisão. Os projetos contemplados têm janela assegurada de exibição na TV Educativa da Bahia, mas as produtoras podem negociar posteriormente suas obras com outros canais, atendendo assim a demanda por conteúdos regionais da lei da TV Paga. A assinatura acontece antes da realização da mesa “Políticas Públicas para o Audiovisual”.

 

Filme

 

SÁBADO – 30.05

IRDEB ASSINA CONVÊNIO de fomento à produção audiovisual baiana durante cinefuturo

 

O IRDEB assina neste sábado, 30.05, às 09h30, no Foyer do Teatro Castro Alves, durante o Cinefuturo, o convênio com as 11 produtoras vencedoras do Edital 02/2014 – Fomento à Produção Audiovisual Baiana, realizado em parceria entre o IRDEB e a ANCINE. O edital destina R$ 6,3 milhões na produção de conteúdo independente para televisão. Deste valor, R$ 4,2 milhões serão aportados pelo programa Brasil de Todas as Telas, com recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), e R$ 2,1 milhões virão do orçamento do IRDEB, vinculada com a Secretaria da Educação do Estado da Bahia e serão utilizados para a produção de projetos de documentários, telefilmes de ficção e obras seriadas de ficção, documentais e de animação, com destinação e exibição inicial em televisão. Os projetos contemplados têm janela assegurada de exibição na TV Educativa da Bahia, mas as produtoras podem negociar posteriormente suas obras com outros canais, atendendo assim a demanda por conteúdos regionais da lei da TV Paga. A assinatura acontece antes da realização da mesa “Políticas Públicas para o Audiovisual”.

Forró Ralabuxo - Foto Sérgio Isensse

 

 

NOS INTERVALOS

SAÚDE NA EDUCADORA

Com saúde não se brinca! Todo mundo em algum momento da vida falou ou já ouviu alguém essa frase. Pensando em levar mais informação sobre o tema, a 107,5 Educadora FM, em parceria com o Portal Viva Mais Viva Melhor, começa a veicular na sua programação diária, a partir do mês de junho, o novo spot “Saúde na Educadora”. Nele os ouvintes irão saber de forma clara e precisa quais os métodos e procedimentos que devem ser feitos para que a qualidade de vida seja mantida. Como isso será feito? O quadro vai contar com dicas e esclarecimentos de médicos especialistas, de diversas áreas, que integram o site Viva Mais Viva Melhor. # Saúde na Educadora, a partir de junho, vários horários, 107,5 Educadora FM

 

ESPUMAS FLUTUANTES

O Janela Cultural desse mês fala sobre o livro “Espumas Flutuantes”, única obra publicada em vida pelo poeta baiano Castro Alves. Lançado em 1870, em “Espumas Flutuantes” o “poeta dos escravos”, assim conhecido pelo fato de escrever sobre a escravidão em seus poemas de cunho social, revela seu lado romântico. Na coletânea, que reúne 53 textos, o autor une experiência e inspiração, tratando de temas como amor e morte com muita sensualidade, sentimentalismo e aceitação. O programa Janela Cultural são spots com duração de 50 segundos, que tem como objetivo transmitir informações relevantes sobre a história e a cultura brasileira e do mundo, sempre de segunda a sexta-feira, veiculados 10 vezes ao dia. # Janela Cultural, segunda a sexta, vários horários, 107,5 Educadora FM

 

 

PRÉDIOS ESPECIAIS DE SALVADOR

A partir do mês de junho, o Salvador e sua História traz para os ouvintes da 107,5 Educadora FM novos spots com mais conteúdo histórico, selecionando historiadores e profissionais para falarem com propriedade sobre os temas escolhidos. E no primeiro programa com novo formato, o arquiteto e professor da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Nivaldo Andrade, foi o escolhido para falar sobre alguns prédios especiais da capital baiana. Nos spots Nivaldo conta histórias e curiosidades de algumas construções, como o prédio do Corpo de Bombeiros, do Instituto do Cacau, a Escola Parque e a Casa do Comércio. Não perca a oportunidade de conhecer mais sobre esses prédios que encantam a cidade há décadas e que na correria do dia a dia acabam sendo despercebidos. #Salvador e Sua História, segunda a sexta, vários horários, 107,5 Educadora FM

 

O AMOR É TUDO QUE NÓS DISSEMOS QUE NÃO ERA

No Espaço Literário o ouvinte confere o livro “Amor é Tudo que Nós Dissemos que não Era”, obra que reúne poemas de 15 livros do romancista Charles Bukowski, traduzida e organizada pelo escritor curitibano Fernando Koproski. A dica foi dada por Matheus Peleteiro. Autor do livro “Mundo Cão”, Matheus é um jovem de apenas 19 anos que tendo como inspiração Bukowski e alguns músicos brasileiros, escreveu o seu primeiro livro onde relata a história de Pedro Contino, morador da favela Roda Vida, que em meio aos imprevistos da vida é apresentado à literatura por um velho vizinho, e a partir daí passa a querer fazer “parte do mundo”. Com produção e roteiro de Rita Maia, o mini-programa tem como objetivo transmitir conhecimentos literários através do depoimento de leitores. # Espaço Literário, segunda a sexta, vários horários, 107,5 Educadora FM

 

SÁBADO – 30.05

temporada junina

Nesse sábado, 30.05.,  o Tambores da Liberdade vai dar início às comemorações das festas juninas celebrando o cantor, compositor e instrumentista José Gomes filho, ou melhor, Jackson do Pandeiro, também conhecido como o “Rei do Ritmo”. O repertório musical ficará a cargo das músicas dos blocos afro Ilê Aiyê, Malê Debalê e Olodum, além dos sucessos de Jackson do Padeiro, Samba da Ladeira, Luiz Gonzaga e Clara Nunes.

# Tambores da Liberdade, sábado, 18h

 

                                                                               DOMINGO – 31.05

DOBRADINHA DE ROQUE FERREIRA

No programa Brasil Pandeiro desse domingo, 31.05, o quadro Dobradinha, destaca as canções “Doce” e “Roda Baiana”, do cantor e compositor baiano Roque Ferreira, considerado um dos sambistas mais respeitados da atualidade, que em suas obras faz reverência ao samba antigo, ao Nordeste, a negritude e a cultura popular. No set list ainda tem o samba de Simone, Nelson Sargento, Beto Pitombo e Manuela Rodrigues.  # Brasil Pandeiro, domingo, 09h, Educadora FM, 107.5 Educadora FM

 

ORQUESTRAS BRASILEIRAS

O Radioca deste domingo, 31.05, vai falar sobre Orquestra. Parece um pouco diferente das temáticas tratadas no programa? Mas não é!  Apesar de Orquestra parecer sinônimo de música erudita, ela também pode ser de música popular e pop, algo que, por sinal, anda bem comum na música brasileira atual. Foi por perceber esse cenário expressivo que o Radioca escolheu o tema como destaque do programa desta edição, que traz uma reunião dessas orquestras, passeando por suas tantas sonoridades, que vão do frevo ao reggae, do jazz ao afrobeat, do samba a música afro. E quem são as orquestras brasileiras? Tem a Imperial, do Rio de Janeiro, a Contemporânea de Olinda, a Brasileira de Música Jamaicana, de São Paulo, e, é claro, as baianas Rumpilezz E Afro-Sinfônica.

# Radioca, domingo, 19h, 107.5 Educadora FM

 

 

SEGUNDA – 01.06

LANÇAMENTOS

Além de música boa, essa semana o programa Vozes do Brasil traz duas entrevistas. Começando com Flávio Renegado, que com toda a elegância da sua voz, fala sobre seu primeiro DVD “Suave ao Vivo”, que ainda conta com participações especiais de outros grandes artistas, a exemplo, do seu conterrâneo Rogério Flausino. Na sequência tem Cati Freitas apresentando o seu álbum “Dentro”, que tem produção do brasileiro Tiago Costa e traz canções de autoria de Cati e também compositores da música brasileira contemporânea. No repertório musical, tem Bruno Moraes com Bexiga 70, Marica Castro com Mayra Andrade, Mariana Aydar, e Nação Zumbi com Marisa Monte. # Vozes do Brasil, segunda, 21h, 107.5 Educadora FM

 

MEMÓRIA DO SÃO JOÃO

A partir de 1º de junho, e até o São João, o programa Memória do Rádio anima as noites dos ouvintes da Educadora FM relembrando histórias da música alegre da festa mais importante do Nordeste e que tem o baiano Assis Valente, criador da canção “Cai, Cai Balão”, como um dos grandes destaques. As clássicas e divertidas canções dos LPs: Pau de Sebo, O Fino da Roça, Quebra Pote, Quermesse Junina, irão animar todas as noites do mês. Agora se você é cavalheiro, nos dias 12 e 13, cumprimente a moça bonita e a tire para dançar ao som das mais belas músicas de amor juninas, em um especial dedicado ao Dia dos Namorados. # Memória do Rádio, segunda a sexta, 22h, Educadora FM, 107.5 Educadora FM

 

TERÇA – 02.06

MAESTRO UBIRATAN MARQUES

Criador da Orquestra Afrosinfônica, o maestro Ubiratan Marques é o convidado especial do Outros Baianos da próxima terça-feira, 02.06. No programa, o pianista e compositor fala sobre a sua carreira profissional, com trabalhos de direção musical de concertos e arranjos para artistas como Daniela Mercury, Carlinhos Brown, Saulo e Martnália. Ubiratan destaca também o CD “Branco”, primeiro da Orquestra Afrosinfônica, financiado pela Secretária de Cultura do Estado da Bahia (Secult-BA), que contém 10 faixas autorais reunindo todos os trabalhos da orquestra ao longo dos últimos seis anos. Durante o programa serão reproduzidas as músicas “Antakarana”, “OmadêOmulilo”, “Feira das 7 Portas” e “Feira de São Joaquim” que pertencem a trilogia “A Feira”, além de “Um Navio, o Oceano e uma Montanha” e a faixa-título “Branco”. Outros Baianos é produzido e apresentado por Tom Tavares. #Outros Baianos, terça, 21h, 107.5 Educadora FM

 

QUARTA – 03.06

NEW PURPLE RAIN

No primeiro Educadora Blues do mês de junho, tem mais lançamentos até então inéditos no Brasil. O cantor e guitarrista SlamAllen,  destaque do primeiro bloco, lançou em abril nos Estados Unidos o álbum “FellThese Blues”. O artista teve indicação ao Grammy Awards, pela sua competência ao longo das 12 faixas que compõem o disco e ainda trazendo na “bagagem” uma grande experiência pelo trabalho realizado com o lendário gaitista James Cotton. Destaque especial para a releitura de “PurpleRain”, de Prince. E no segundo bloco, tem os sucessos de Steve Earle, que lançou em fevereiro deste ano o sensacional “Terraplane”, misturando o blues padrão “standard” com elementos de “country”, resultando em um belíssimo trabalho.  Destaque para a faixa “The Usal Time”. O programa Educadora Blues é produzido e apresentado pelo guitarrista Álvaro Assmar. #Educadora Blues, quarta, 21h, Educadora FM. 

assis-valente

Governo da Bahia  ©2017 | IRDEB - Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia. Secretaria da Educação do Estado da Bahia.