IRDEB - Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia
TV Rádio Notícias Interatividade

Histórico de abril de 2014

abr
30

Coisas Existentes em Função do Desejo

Postado por soteropolis

Por Marcos William

Foto: Marcos Zariades

Foto: Marcos Zacariades

O desejo do artista plástico Marcos Zacariades é refletir sobre a paisagem natural e cultural da Chapada Diamantina. Em sua criação, ele discute o cenário da região após o ciclo de extração de diamante e, posteriormente,  o processo de exploração agropecuária.

O artista revela um olhar atento aos vestígios de florestas devastadas, a paisagem social encontrada nas minas exauridas de diamantes e nos garimpos que ainda abrigam uma população de trabalhadores. As obras são produzidas com materiais naturais, numa referência à relação do homem e sua intervenção na natureza a partir do próprio desejo.

Foto: Marcos Zariades

Foto: Marcos Zacariades

Marcos Zacariades aproveita vestígios de devastação da Floresta do Andaraí e retira de lá sobras de tudo que foi descartado. A proposta é resgatar o valor desses materiais e oferecê-los como forma de reflexão. Essas traduções sobre o cenário social da Chapada culminaram na exposição “Coisas Existentes em Função do Desejo”.

Uma das obras que chama atenção é chamada de “Reconhecemos Aqui a Nossa Existência Precária”. Através dela, o artista discute de maneira específica a extração de diamantes na Chapada Diamantina. Para produzi-la, Marcos utilizou uma cadeira de dentista e coletou em postos de saúde da região vários dentes extraídos. O segundo passo foi devolvê-los à cadeira, mas de uma forma peculiar. Todos os dentes são acompanhados de pequenos diamantes.

 

Foto: Marcos Zariades

Foto: Marcos Zacariades

A exposição reúne nove obras, dentre elas, esculturas de madeira, uma assemblagem e uma videoinstalação. Em todas o artista coloca o desejo como sua principal inspiração.

 

 “Coisas Existentes em Função do Desejo”

02 de abril a 18 de maio (de terça-feira a domingo), das 9h às 18h

Galeria Arcos, Caixa Cultural Salvador

Informações: (71) 3421-4200

Gratuito

abr
30

Circuito das Artes 2014

Postado por soteropolis

Por Zeca de Souza

Em meados dos anos 2000 uma iniciativa reuniu na Galeria ACBEU trinta artistas, cada um exibindo trinta trabalhos em pequenos formatos. Nascia o Circuito das Artes, que chega à sétima edição sob coordenação de Eneida Sanches e curadoria de Alejandra Muñoz.

O projeto em 2014 vem com uma novidade, é realizado em duas etapas: a primeira, o Circuito das Artes Bahia, está compreendida no período entre 12 de abril e 11 de maio, e a segunda, o Circuito das Artes Triangulações acontecerá em Belém e Maceió com curadorias locais.

Festejado pela classe artística, o Circuito das Artes tem como objetivo apresentar e discutir a produção recente das artes visuais na Bahia, bem como estimular a visitação a galerias de arte e museus, com um detalhe importante: as obras podem ser adquiridas pelo público.

Você, artista, fique atento. O interesse do projeto é estimular a multiplicidade e a diversidade de tendências e linguagens para apresentar um panorama do que está sendo produzido. E através de convocatórias, seleciona artistas para a mostra local, e posteriormente na mostra itinerante.

circuito2

Veja abaixo a lista de espaços abertos à visitação no Circuito das Artes 2014:

Galeria Cañizares (Escola de Belas Artes)
Escola de Belas Artes da UFBA  –  Avenida Araújo Pinho, 16-202, Canela
Horário: Segunda a sexta, das 7 às 19h
Telefone: 71 3283 7930

Galeria do Goethe Institut
Av. Sete de Setembro, 1809 – Vitória  Salvador – BA, 40080-002
Horário: Segunda a sexta,  9h às 18h30. Sábado,  9h às 18h
Telefone: 71 3338 4700

Galeria ACBEU

Av. Sete de Setembro, 1883 – Corredor da Vitória
Horário: Segunda a sexta, 14h às 20h. Sábado 16h às 20h
Telefone: 71 3444 4411

Museu Carlos Costa Pinto
Av. Sete de Setembro, 2490 – Corredor da Vitória
Telefone: 71 3336 6081
Horário: Segunda a sexta (exceto terça), 14h30 às 19h. Sábado, 14h30 às 18h. Fechado em feriados.

Galeria da Aliança Francesa
Av. 7 de Setembro, 401 – Ladeira da Barra
Horário: Segunda a sexta, 8h às 20h. Sábado, 8h30 às 17h
Telefone: 71 3336 7599

Palacete das Artes
Rua da Graça, 289 – Graça
Horário: Terça a sexta,  13h às 19h Sábados, domingos e feriados, 14h às 19h
Telefone: 71 3117 6987/ 6910

abr
28

CAMPANHA CONSUMO CONSCIENTE

Postado por soteropolis

No Portal do Irdeb, e na TVE (SD e HD) estão circulando os seis primeiros vídeos da campanha Consumo Consciente, que estimula as pessoas a economizar, com gestos simples, do dia a dia. Não deixar ligadas luzes desnecessariamente, as de casa e a dos monitores de computador, por exemplo; fazer uso consciente do papel e depois reciclar; não desperdiçar água; usar o e-mail e as redes sociais, em vez do telefone para se comunicar. A campanha, criada pela Gerência de Artes da TVE  tem o objetivo de unir a todos  em prol de um consumo mais consciente dos recursos naturais da Terra. Que tal fazer parte da campanha também ?

campanha

abr
28

Quadro JANELA

Postado por soteropolis

Por Renato Fernandes

O documentário MÚSICA.BR, dirigido por Fabiano Passos, mostra a relação da música com a internet no Brasil. Através da visão das pessoas que produzem, negociam ou simplesmente consomem música no país. O Doc ainda conta com a participação da banda Vivendo Do Ócio, do cantor e compositor Carlinhos Brown, do produtor Alexandre Lins, o compositor Tenisson Del Rey, o jornalista Bruno Nogueira, entre outros. O filme é ganhador do prêmio especial Portas Curtas no festival 5 Minutos 2009, e ainda foi o único filme do nordeste, selecionado no festival universitário REC em Vitória-ES.

abr
28

No princípio era a Dança, e a Dança estava com Deus, e a Dança era Deus

Postado por soteropolis

anderland_CTL_2por Silvana Moura

Formada em 1996 pela coreógrafa e performer grega Toula Limnaios e pelo compositor alemão Ralf Ollertz, o que mais impressiona na companhia Toula Limnaios, não é a incrível noção de espaço e movimento, nem a sabedoria em lidar com os recursos cênicos ou a qualidade dos intérpretes. Isso se espera de um bom espetáculo, mas Toula potencializa a capacidade expressiva da dança, como se a dança fosse o verbo. A primeira vez que assisti à companhia, lembrei-me do primeiro capítulo do Evangelho de João: “ No princípio era o verbo, e o verbo estava com Deus, e o verbo era Deus”.

Para a turnê brasileira (Londrina, Salvador, Belo Horizonte, Florianópolis, Foz do Iguaçu e Natal), Toula escolheu “anderland”{outraterra}, um ensaio coreográfico que reflete sobre o tempo, como nós o percebemos e sentimos sua passagem. São sete dançarinos em cena, criando movimentos e discursos sobre a vida. Às vezes com delicadeza, outras vezes com violência como na sequência em que todos os dançarinos da companhian se voltam contra uma dançarina, desprezam-na e agridem-na com chutes e empurrões numa movimentação precisa e surpreendente.Toula abre espaço para refletirmos sobre nosso isolamento, sobre a incomunicabilidade atual, sobre a distância entre nós.

No início do espetáculo ouvimos diversas emissoras, trechos de  programas, entrevistas e reportagens, algum tempo depois, os  dançarinos apanham jornais e atiram para o alto. Estamos cercados  de notícias e informações, mas quão profundamente elas nos  tocam?

“anderland” indaga-nos sobre como podemos estar no país dos  outros, como podemos ser leves em tempos pesados, como  podemos flutuar.
anderland_CTL_8

Ver uma apresentação do grupo, não é só assistir aos dançarinos, mas olhar para dentro de si, refletir sobre os conflitos e enigmas da existência. Toula nunca coloca respostas no palco, ela nos sacode com suas indagações, sempre com destreza técnica impecável e criatividade. Ela consegue provocar sensações nos espectadores através de movimentos e imagens poéticas com uma dança que amplia as possibilidades da linguagem corporal, por isso Toula Limanaios firma-se como umas das grandes criadoras da dança contemporânea e sua companhia é uma das mais expressivas da atualidade.


 

Serviço

“anderland”

cie Toula Limnaios

www.toula.de

quinta, 17/04/2014 às 20 horas

Teatro Vila Velha

abr
25

Gratidão e celebração

Postado por soteropolis

Por Ticiana Schindler

“Por que de amor para entender
É preciso amar”

E como ele, só louco!

O poeta das águas, do vento e dos coqueirais de Itapuã, Dorival Caymmi, completa 100 anos de história na vida de muitos e principalmente, na música brasileira, alcançando seu lugar, também, internacionalmente. Para celebrar e homenagear o músico, a cidade de Salvador borbulha eventos de diversas vertentes artísticas.
Não fique de fora dessa comemoração, veja a programação que se estende até o final de 2014.

O centro da programação comemorativa que integra o projeto “Caymmi! De Itapuã para o Mundo…”, não poderia ser outro além de Itapuã, o bairro mais cantado por Caymmi. Lá, acontecerá a realização de ações na Casa da Música, na sede do Malê de Balê, na Praça Dorival Caymmi, no Abaeté e pelas ruas do bairro. Porém, a programação alcança outros espaços da capital e do interior do estado.

Entre os destaques da programação, que abrange shows, cortejos, exposições, palestras e bate-papo musicado, estão: a abertura da exposição Aquarela Caymmi, do artista Mauritano, na Casa da Música, no próximo dia 28, às 18h. A exposição circulará também pelos espaços da SecultBA na capital (Alagados e Plataforma) e no interior (Feira de Santana e Alagoinhas), entre agosto e dezembro. O Viva o Abaeté Especial Caymmi, com Morenas de Itapuã e Velha Guarda de Itapuã, será realizado, também, na Casa da Música, dia 29, às 18h, além de circular em outras instituições entre os meses de maio e julho.

No dia 30, data do centenário, a programação do bairro começa pala manhã com uma série de atividades. Às 14h30, haverá o Lançamento do Selo comemorativo do centenário, dos Correios, na Casa da Música e, às 15h, ocorrerá a abertura da exposição Hoje e Sempre Dorival Caymmi, no Abaeté. O Cortejo Caymmi! De Itapuã para o Mundo…, terá como ponto de partida o Abaeté, às 16h e fará uma trajeto até a Praça Dorival Caymmi, onde acontecerá o espetáculo homônimo, com os artistas Aloísio Meneses, Cláudia Cunha, Firmino de Itapuã, Jussara Silveira, Orquestra de Pandeiros de Itapuã, Roberto Mendes e Saraiva. A festa continua com o show Malê Canta Caymmi, às 21h e Dia 1º de maio, às 16h, com os artistas locais Bambeia, Cultura Popular, Samba e Sede e Saraiva.

Ainda no dia 30, o Pelourinho recebe três shows do projeto Versando Caymmi – 100 Anos, nos largos do Centro Histórico. Silvinha Torres, Ângela Lopo e Robson Moraes apresentam sucessos de Caymmi e de seu filho Dori, no Largo Pedro Archanjo. A banda Soul Tambor, liderada por Lucas Di Fiori, comanda o show no Largo Tereza Batista e no Quincas Berro D´Água, a festa ganha sonoridade de MPB com a cantora Clau Andries, com participação de Mazo Guimarães. Os três shows começam às 21h e têm entrada gratuita.

Já o projeto Trocando Palavras acontece no Palacete das Artes, dia 26, às 16h, promovendo a troca e doações de obras literárias. O evento conta com participações de Alexandre Leão e do violonista Kito Matos, apresentando músicas de Dorival Caymmi.

No Teatro Castro Alves (TCA), neste domingo (27), às 11h, alunos da Escola de Dança da Fundação Cultural da Bahia farão uma homenagem a Caymmi com o espetáculo “A gente não quer só comida…”, cuja abertura contará com um cortejo que traz, no repertório, músicas de Caymmi interpretadas por Clécia Queiroz. No dia 11 de maio, às 10h, o Domingo no TCA traz o espetáculo de Claudia Cunha com participações especiais, cantando Caymmi.

A programação inclui também a exibição do filme “Mestre Caymmi da Bahia” (2006), de Delza Schaun, em dez espaços culturais da SecultBA na capital e no interior. O documentário traz entrevista feita com Caymmi no Rio de Janeiro, aos 92 anos, em que ele fala, entre outros assuntos, da carreira, dos momentos marcantes da vida e da saudade da Bahia.
O filme integra o projeto Terças na Tela do Circuito Popular de Cinema e Vídeo dos Espaços Culturais da SecultBA. As exibições, gratuitas, serão no dia 29 de abril. Os horários das sessões podem ser conferidos no blog dos Espaços Culturais da SecultBA.

Acontece na segunda-feira (29) o retorno da programação do Sarau da Câmara Municipal de Salvador. Nesse dia especial o Sarau abre a semana de comemorações ao centenário de Dorival Caymmi e lança o edital do Festival de Poesia Recitada da Câmara Municipal de Salvador. Sob a coordenação dos poetas Edgar Velame e Pareta Calderasch, o sarau conta com ampla programação e recital aberto no final. O evento acontece às 18h, no centro cultural da câmara de vereadores.
Em setembro, a Orquestra Rumpilezz fará um show com repertório composto por obras do homenageado que contará com participação dos alunos de música do Centro de Formação em Artes (CFA) da Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB).

Oportunidades não faltam para homenagear um dos maiores protagonistas da música brasileira!

Há seis anos Dorival nos deixava com a sensação de que É doce morrer no mar, onde as ondas levam e as ondas trazem. Criou canções inspiradas pelos hábitos, costumes e tradições do povo baiano, como “Saudade de Bahia”, “Samba da minha Terra”, “Saudade de Itapuã”, “Marina” e “Maracangalha”.

Muito de si, deixou. Agora, desejamos que as águas levem toda a gratidão de um povo em que conquistou.

Abaixo, uma gravação feita pela TV Cultura, em 1972, quando Dorival Caymmi estava com 58 anos. Nela, ele canta algumas de suas canções e relembra momentos marcantes de sua vida desde a infância na Bahia.

abr
25

É pra Pirá-Já

Postado por soteropolis

Por Ynaiã Rupert

“É pra Pirá-Já”, é um curta baiano de ficção produzido pela 3Baías Filmes, dirigido por Jorge Baía e roteiro de Dudah Oliveira. A obra é filmada inteiramente num coletivo em Salvador e retrata um dia normal que muda bruscamente quando dois jovens palhaços rendem os passageiros e anunciam um assalto, mas apenas para os “branquelos”.

O nome é um trocadilho com o nome do bairro soteropolitano, apelando para regionalidade que aproxima o público e remete a irreverência da produção ao tratar de temas como violência, miscigenação, preconceito e mobilidade urbana. “É pra Pirá-Já” foi premiado em 2009 no Festival 5 Minutos, na categoria juri popular – Premio Luiz Orlando – e 3° lugar no juri técnico – Premio Roberto Pires.

abr
25

Mudança de horário

Postado por soteropolis

Atenção!

A reprise do Soterópolis transmitida aos domingos (19h30),  passa a ser exibido às 17h30 durante todo o mês de maio, devido à exibição dos jogos do Campeonato Brasileiro da Série C. Fique ligado!

abr
24

Quadro NA REDE

Postado por soteropolis

Por Joris Sao Paulo

VIDEODANÇA+ é um web espaço aglutinador de mídias que investiga as diversas relações entre dança e imagem em movimento.

O site oferece uma seleção de videos sobre temática da dança , incorporado em universos como cinema, arte, cultura e internet. Os videos possuem todas as informações e ficha técnica disponível . O site também é uma grande fonte de links para festivais de mídia dança, revistas, artistas e bibliografias.

Na pagina principal você terá acesso aos arquivos classificados desde de 2008. Acesse Videodancapesquisa para saber mais sobre o site e o seu universo.

abr
24

Chef em Casa e o Pecado da Gula

Postado por soteropolis

Por Zeca de Souza

Vários dos pecados capitais se encontram na prática da gula. Preguiça, avareza e cobiça por exemplo são facilmente identificáveis no exercício de ser guloso.

Claro que, não é aconselhável que você seja um guloso, mas que viva a vida com equilíbrio. Cuide de sua alimentação mas reserve momentos para os prazeres do palato, de preferência reunido com quem você gosta. É com esse princípio que um projeto foi criado em Salvador para unir alta gastronomia, enologia e o prazer de estar em boas companhias, o Chef em Casa.

Criado pela sommelier Patrícia Penha, o projeto dobrou de público desde que começou e o feedback de quem compareceu é muito positivo.

O ambiente é residencial. Música lounge, bom papo, e a cada edição um chef convidado para preparar um menu especial. Já passaram pelo projeto os chefs Kátia Najara e Vini Filgueiras (Cantina du Vini), devidamente harmonizados pela carta de vinhos da sommelier Patrícia Penha.

Chefe em casa

Fique atento à próxima edição do projeto Chef em Casa e reserve sua vaga através dos telefones (71) 9643-2161 e (71) 8811-3561.
Governo da Bahia  ©2017 | IRDEB - Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia. Secretaria da Educação do Estado da Bahia.