IRDEB - Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia
TV Rádio Notícias Interatividade

Histórico de junho de 2010

jun
30

Freehand

Postado por soteropolis

burtO artista nova-iorquino Burt Sun apresenta pela primeira vez seu trabalho no Brasil em uma exposição chamada Freehand. Trata-se de uma série de fotografias em P & B de seus amigos e mesmo de pessoas desconhecidas.

Burt afirma que queria fazer algo diferente, não usual, para isso usou além da fotografia a pintura livre e a caligrafia chinesa (que aprendeu desde criança) para dar um tom individual ao seu trabalho.
Considerado um artista multimídia, Burt Sun já trabalhou com pintura, fotografia, instalacões, vídeo, teatro e as mais variadas linguagens. Segundo ele, ser um artista multimídia é um reflexo do nosso tempo.
Em Salvador ele conheceu Bel Borba e se diz fortemente influenciado pelo seu trabalho, tanto que resolveu filmar o documentário Bel Borba Aqui, onde pretende mostrar a cidade de Salvador através da vida de Bel (veja o trailer aqui).

FREEHAND

Galeria RV Cultura e Arte – Rua Barro Vermelho 32, Rio Vermelho.
Data: até  31/07/2010, de segunda a sexta, das 9h/19h e dom, 9h/15h
Info: 3347-4929

jun
24

FUTEBOL ARTE – A COPA POR OUTROS ÂNGULOS

Postado por soteropolis

SOLAR DO FERRAO - FACHADATorcedores brasileiros e turistas podem acompanhar os jogos da copa do mundo na Galeria Solar Ferrão, no Pelourinho. O espaço que foi equipado com um grande telão também reune video-instalações de sete artistas visuais: Carlito Carvalhosa, Eder Santos, Flavio Lopes, Ieda Oliveira, Joãozito e Marcondes Dourado. A exposição “Futebol Arte – a copa por outros ângulos” fica em cartaz até o dia 11 de julho.

jun
23

Cicinho de Assis no Soterópolis

Postado por soteropolis

Natural do município de Senhor do Bonfim, na Bahia, o artista é considerado um dos mais talentosos sanfoneiros do país

cicinho de assisA calma no semblante e a simplicidade no olhar. Sorriso tímido, meio emcabulado para entrevistas. Cicinho de Assis, sem dúvidas, traz em si a origem sertaneja e a essência da tradicional música popular nordestina. Desde criança, os acordes da sanfona despertavam sua curiosidade. Luiz Gonzaga, Sivuca e Trio Nordestino nos vinis guiavam o dedilhar do menino na sanfona. A mãe, dona Maria de Assis, é quem incentivava, no comando da radiola. O pai, Seu Assis do Acordeon, não fazia muito gosto no gosto do rapaz, no início da carreira, por causa das dificuldades do ofício. “Filho meu tem que estudar e trabalhar”, dizia. Hoje, casado e pai de três filhas, Vitória, 13, Julie, 8, e Cecília, 6, Cícero Pereira de Assis fez da sanfona sua mochila e seu ganha-pão. Reconhecido nacionalmente por grandes nomes da MPB, como Dominguinhos, Gilberto Gil e Daniela Mercury, o artista está em fase de produção do CD “Nossa História”, com arranjos próprios e composições inéditas. A previsão de lançamento é em dezembro deste ano.

Outras notas e acordes dessa história no Soterópolis desta semana. Quinta-feira, às 19h30. Reprise no domingo, às 18h.

No dia 26 de junho, Cicinho de Assis faz show em Amargosa.

jun
18

Morre José Saramago aos 87 anos

Postado por soteropolis

SPAIN-ZAPATERO-SARAMAGOO escritor português e Prêmio Nobel de Literatura (1998), José Saramago (87), morreu hoje às 13 horas (8h horário de Brasília), em sua residência, na cidade de Lanzarote (Ilhas Canárias, Espanha). Segundo informações da Agência EFE, o escritor estava acompanhado da mulher, a tradutora Pílar del Rio. Saramago encontrava-se doente, mas, segundo os médicos, a enfermidade estava em estado “estacionário”.

(more…)

jun
17

Onde está Lindinho????

Postado por soteropolis

O bem humorado repórter Zenildo Miranda, o nosso Lindinho, saiu na noite de sexta-feira, dia 04 de julho, em busca de uma pauta de forró. Como a procura não foi satisfatória, Lindinho e sua trupe resolveram dar uma chegadinha no Conexão Vivo, Projeto que reuniu artistas independentes de diversas localidades, na recém inaugurada praça Conselheiro Luiz.

A noite prometia. Na programação shows de BNegão e do conterrâneo Otto. Apesar da fama de acessíveis ao público e a imprensa, burlar a produção de artistas de renome não é uma tarefa lá muito fácil. Mas, não é que o nosso intrépido repórter se saiu bem.

Nessa matéria você verá Otto mais irreverente do que nunca. À vontade com Lindinho, que revelou à equipe que é amigo do artista desde a infância, este dublê de repórter deitou e rolou, parecia que estava num bar de uma esquina qualquer de Recife, matando as saudades do tempo de garoto do bairro da Mauriceia.

 

Veja o desfecho desta história no Soterópolis.

jun
17

I Festival de Jazz do Vale do Capão

Postado por soteropolis

hermetopascoal

Localizado na Chapada Diamantina, o Vale do Capão é um reduto cercado de belas paisagens naturais que reúne e inspira artistas de diversos locais do mundo.

Cerca de três mil pessoas desfrutaram, este mês, do I Festival de jazz do Vale do Capão. Além de grandes nomes da música instrumental brasileira como Hermeto Pascoal e Toninho Horta, o público pode ainda conferir o trabalho dos artistas locais. O Coral do Capão e o Grupo Instrumental do Capão subiram ao palco do festival e mostraram a bela musicalidade produzida no vale.

O resultado das ações preventivas contra a poluição do meio ambiente capaoe a responsabilidade ecológica do público mostram que é possível realizar um evento desta dimensão sem prejudicar a natureza. No entanto, apesar do apelo para que o público do festival não fosse de carro aos shows, a vila do Vale do Capão se viu em meio a trânsito que, além de levantar muita poeira, dificultava a locomoção do público. Motivo que festival jazz capaonão foi suficiente para tirar a beleza e a animação do festival.

Além da explosão artística durante as noites do I Festival de Jazz do Vale do Capão, o público pode ainda apreciar as delicias da culinária local e dias aconchegantes em meio à natureza da Chapada Diamantina. A comunidade e o público apostam na segunda edição do Festival ainda não confirmada pela produção.

jun
16

A vida e a obra de Carlos Moraes é documentada pelo programa “Figuras da Dança”

Postado por soteropolis

Por Arlon Souza

Considerado um mestre da dança clássica no Brasil, o professor e coreógrafo é homenageado pela São Paulo Companhia de Dança

Carlos Moraes no estúdio do Soterópolis em 2004

Carlos Moraes no estúdio do Soterópolis em 2004

Há mais de 50 anos, Carlos Moraes enveredou pela dança e já passou por companhias de renome no Brasil e no exterior, como o Balé da Cidade de São Paulo e o Balé do Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Convidado por Dalal Achcar, ex-diretora artística da antiga Ebateca, Escola de Ballet do Teatro Castro Alves, ele chegou à Bahia em 1971. A idéia era passar apenas um mês dando aulas, como substituto de um maître de ballet inglês que não mais voltou.

Gaúcho de nascimento, ele foi um dos fundadores do Balé Teatro Castro Alves, do qual também foi coreógrafo, diretor e professor. Bailarinos e professores acreditam que Moraes contribuiu muito para a profissionalização da dança na Bahia e para quebrar preconceitos em relação aos homens no balé. Agora, toda a sua trajetória terá registro em videodocumentário pelo programa “Figuras da Dança”, idealizado e mantido pela São Paulo Companhia de Dança, desde 2008. A previsão de lançamento é em outubro deste ano.

(more…)

jun
16

Mostra Possíveis Sexualidades discute a temática LGBTT através do cinema

Postado por soteropolis

A Mostra Possíveis Sexualidades chegou a terceira edição, entre os dias 10 e 17 de junho, com mais de 30 filmes, entre ficção e documentários nacionais e estrangeiros. O evento teve também mesas-redondas e, diferentemente dos anos anteriores, ofereceu ainda um curso de análise fílmica. foto_possíveissexualidades
A programação do evento se dividiu entre o Instituto Cervantes, o Circuito Saladearte e a CAIXA Cultural Salvador. A curadoria foi assinada pelo professor doutor em Comunicação e Cultura Contemporânea pela UFBA, Rodrigo Barreto, que dividiu com a produtora cultural Fernanda Bezerra a idealização do evento.
Na edição 2010, a Mostra fez um recorte na temática LGBTT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais) sob o viés da família. Foram exibidos filmes que trazem novos arranjos que englobam desde os grupos familiares alternativos – formados por amigos – até as recentes lutas pela equiparação de direitos com relação aos heterossexuais, incluindo a parceria civil e o casamento gay.
Entre as produções, destacaram-se o filme Meu Amigo Cláudia (2009), de Dácio Pinheiro, que conta a história da atriz/cantora/ativista travesti Cláudia Wonder, e o documentário de Tatiana Issa e Raphael Alvarez, Dzi Croquettes (2009), grupo que se tornou um enorme mito na cena teatral brasileira e parisiense nos anos 70. O evento contou também com uma parceria com o Queer Lisboa – Festival de Cinema Gay e Lésbico de Lisboa (Portugal).
A equipe do Soterópolis conversou com os realizadores, com cineastas e com o público.

jun
14

Da Cidade Baixa ao Subúrbio Ferroviário, a Agenda Soterópolis está cheia de atrações

Postado por soteropolis

O Microtrio entra no clima dos festejos juninos, no Cabaré dos Novos do Teatro Vila Velha. Os ensaios do grupo fazem parte do projeto Terças Musicais. micro-trio-1

Todas as terças-feiras do mês de junho, às 19h, os músicos Ivan Huol, Cinho Damatta, Ivan Bastos e Sérgio Albuquerque vão levantar poeira ao som de clássicos nordestinos. Os ingressos custam R$ 10,00 (inteira). End.: Av. Sete de Setembro, s/n, passeio público, Campo Grande. Tel.: (71) 3083-4600. Acesse o site

 

 

Capa Vassoura Ou Quarto Extra OficialA companhia de teatro Hedônicos está em cartaz no Teatro Gamboa Nova com a peça “Vassoura Atrás da Porta ou Quarto Número Nada”. O espetáculo se inspira nos relatos de familiares de pacientes de enfermarias públicas, e faz uma crítica ao sistema de saúde brasileiro. Todo sábado, às 20h, até o dia 19 de junho. Os ingressos custam R$ 10,00 (inteira).

 End.: Rua Gamboa de Cima, 3, Aflitos. Tel.: 3329-2418. Programação completa no site.

 

plataformaAté o dia 19 de junho, o bairro de Plataforma está com uma programação variada, durante o “4º Festival de Artes Caldeirão Cultural”. Promovido pelo Centro Cultural Plataforma e pelo Fórum de Arte e Cultura do Subúrbio Ferroviário de Salvador, o evento comemora com dança, música, teatro e cinema a reabertura do espaço cultural do bairro. Ingressos a preços populares: R$ 2,00.

 End.: Praça São Braz, s/n, Plataforma. Tel.: (71) 3117 8106.

possiveis sexualidadesA 3ª edição da Mostra Possíveis Sexualidades, com filmes que abordam questões de gênero e relacionamento das lésbicas, gays, bissexuais, trasvestis e transexuais, está em exibição em diversos espaços culturais, em salvador. Até o dia 17 de junho. O Circuito Sala de Arte, O Instituto Cervantes e a Caixa Cultural também abrem espaço para a discussão e para a realização de oficinas e mesas redondas sobre o tema.

Os ingressos podem ser trocados por 1kg de alimento, na Caixa Cultural. A programção é gratuita no Instituto Cervantes. E R$ 10,00 (inteira) no Circuito Sala de Arte.

Caixa Cultural: Rua Carlos Gomes, 57, Centro. Tel.: (71) 3322-0228.

Instituto Cervantes Salvador: Av. 7 de Setembro, 2792, Barra. (71) 3336-4271.

Circuito Sala de Arte: acesse o site. (more…)

jun
11

ERRAMOS!

Postado por soteropolis

No Soterópolis desta semana, informamos na matéria Anistia Glauber Rocha que o filme “Cabeças Cortadas” é de 1978. O ano correto é 1970. Na verdade, 1978 é o ano em que o filme foi liberado pela censura, para exibição, depois de sofrer cortes. Como o Soterópolis já é um programa feito com muito apuro jornalístico, o detalhe faz a diferença. Mil desculpas!

“Que Glauber nos anistie”, como disse o ministro da cultura Juca Ferreira, durante o processo de julgamento da anistia do cineasta Glauber Rocha, no Teatro Vila Velha.

Governo da Bahia  ©2017 | IRDEB - Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia. Secretaria da Educação do Estado da Bahia.