IRDEB - Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia
TV Rádio Notícias Interatividade
nov
21

BIGBANDS VAI À ESCOLA – FESTIVAL INTER ESCOLAR DE HIP HOP

Postado por soteropolis

O Balanço do Hip Hop invade 4 escolas da Rede Municipal de Salvador. É o projeto Bigbands vai à Escola – 2014, que acontece entre os meses de setembro e dezembro. A iniciativa é patrocinada pelo Fundo de Cultura do Estado da Bahia e conta com o apoio da Secretaria Municipal da Educação de Salvador.

São as seguintes as quatro escolas municipais contempladas nesta edição: Teodoro Sampaio, Santo Antonio das Malvinas, Padre José Anchieta e Julieta Viana.

O projeto envolve alunos, gestores, educadores e toda a comunidade de cada uma das unidades escolares, com oficinas que atendem às quatro linguagens artísticas que se alinham ao movimento hip hop:

O projeto está sob a coordenação geral de Cássia Cardoso ( Professora e Coordenadora de Arte da SMED e Gestora Cultural ) e os responsáveis por ministrar as oficinas são artistas escolhidos que estão entre os de maior destaque no cenário soteropolitano do hip hop: a oficina de Disc Jockey será ministrada por DJ Leandro e DJ Jarrão; a de Break dance fica com o B. Boy Ananias; a de Rap, com os MCs Vivi Akuabá e Yogi Nkrumah; a de Grafite, com o arte-educador Lee 27.

O objetivo é educar através da cultura e para a cultura. Assim como no ensino da arte no currículo escolar, o hip hop também não visa à formação de músicos, dançarinos e grafiteiros. Fundamental em ambos os casos são os benefícios dessas práticas artísticas e sociais no desenvolvimento de crianças e adolescentes, tanto para a sua sociabilidade, quanto para o desempenho cognitivo em atividades de ensino e aprendizagem de outras matérias.

Nessa mesma oportunidade o Rapper Zé Browm de Pernambuco, virá exclusivamente a Salvador para participar de um bate papo com os alunos da Rede Municipal de Educação para uma troca de experiência, promovendo um intercâmbio cultural entre as os alunos e estado.

O encerramento do projeto se dará com a realização do Festival Inter Escolar de Hip Hop,  no Teatro Solar Boa Vista, no dia 10 de dezembro, às 13h30, em que os alunos terão a oportunidade de apresentar o resultado do que absorveram nas vivências promovidas pelas oficinas. Ao mesmo tempo, ocorrerão as apresentações do rapper Zé Brown de Pernambuco e da Banda Fúria Consciente ( Lauro de Freitas ).

 FLYER

nov
20

REPORTAGEM ESPECIAL SOBRE A REPRESSÃO NOS TERREIROS DE CANDOMBLÉ

Postado por soteropolis

Por Denise Dias

Na semana da consciência negra, o Soterópolis preparou uma reportagem especial sobre o período em que o Candomblé era perseguido na Bahia. Nossa equipe entrevistou pessoas que têm muito a dizer sobre a perseguição da polícia e as invasões aos terreiros. Conversamos com o babalorixá Pecê (Casa de Oxumarê), a yalorixá Gbalami (Ilé Omo Kéta Posù Bètá), Mameto Kamurici (Terreiro São Jorge Filho da Goméia), a etnomusicista Ângela Lühning, o antropólogo Júlio Braga, o antropólogo Ordep Serra, o historiador Urano Andrade, a museóloga Maria das Graças Teixeira, o ex-delegado Armando Campos e o ex-governador da Bahia Roberto Santos.

São depoimentos preciosos que resgatam a história repleta de conflito. Até a segunda metade do século XX, o Candomblé ainda era caso de polícia na Bahia. Os anos de maior intensidade das batidas policiais aos terreiros foram entre 1920 e 1930. Houve períodos em que era exigida, inclusive, uma licença para “bater” Candomblé, emitida pela Delegacia Estadual de Crimes contra os Costumes, Jogos e Diversões Públicas, extinta em 2002. O delegado Pedro de Azevedo Gordilho, conhecido como Pedrito, era um dos mais temidos.

Ex-governador Roberto Santos / Foto: Vania Dias

Ex-governador Roberto Santos / Foto: Vania Dias

Quando ocorriam as invasões, os cultos eram interrompidos, pessoas eram presas e objetos sagrados retirados dos terreiros. Alguns processos criminais que comprovam essa história podem ser encontrados no Arquivo Público da Bahia, as peças sagradas, atualmente, estão no Museu Afro Brasileiro. Foi a Lei Estadual 25.095, de 15 de janeiro de 1976, decretada pelo então governador da Bahia, Roberto Santos, o marco regulatório que, de fato, liberou os terreiros de terem que pedir a licença policial para praticar a sua liturgia.

Atualmente a situação é bem diferente. Em agosto deste ano, a Polícia Militar participou pela primeira vez de uma cerimônia oficial em um terreiro, o hasteamento de bandeiras que representou um ato de reparação. E no Departamento de Polícia Técnica da Bahia está situada uma imensa árvore que é cultuada pelos adeptos do candomblé. A árvore representa o Orixá Iroco, ou Tempo.

nov
20

“EU VIM AQUI FALAR DE BIMBA…”

Postado por soteropolis

Por Marília Randam

Mestre Bimba

Mestre Bimba

Mestre Bimba, criador da Capoeira Regional, transformou a história desta arte pelo mundo. No quadro Perfil desta semana, você vai se emocionar com os ensinamentos do mestre e com as histórias dos seus discípulos. Bimba é lembrado pela sabedoria no ensino, mas principalmente pelo cuidado e amizade com seus alunos. Não perca! Tem Cafuné, Piloto, Escurinho e Nalvinha (filha de Bimba) falando do Mestre especialmente para o Soterópolis.

nov
20

DRAMATURGIA DA MELANINA ACENTUADA

Postado por soteropolis

Por Carolina Garcia

IMG_9629

Para a atriz e dramaturga Grace Passô, é cada vez mais notória e forte a reivindicação, por parte de artistas e dramaturgos negros, da existência de uma dramaturgia teatral afro. Ela se distingue pela poética, conta histórias e fala de coisas que sobretudo, ocam ao negro e a sua história neste país, e em outros cantos. Para ela, essa é uma vertente que precisa ser encarada mas não apenas pela diferenciação, mas sim pelo esforço de inserir contextos e símbolos muitas vezes desprezados.”E acho que é de extrema importância discutir sobre isso e juntar gentes para falar sobre isso e entender pra onde essa produção de artistas negros pode caminhar”, completa.

IMG-20141117-WA0034

Pensando neste mesmo cenário que o também ator de dramaturgo Aldri Anunciação teve a iniciativa de criar o Projeto Dramaturgia da Melanina Acentuada, que a cada edição reúne convidados e público para discutir sobre o tema. Há também apresentação de performances e leituras de textos dramáticos. A segunda edição do projeto aconteceu este ano durante o FIAC, em dois dias, e homenageou Ubirajara Fidalgo, considerado o primeiro dramaturgo negro do Brasil.

Acompanhe as ações do projeto pelo Twitter @MAcentuada e pelo site, e conheça os principais personagens dessa nossa vertente teatral.

nov
20

20 de novembro – Dia da Consciência Negra

Postado por soteropolis

10698392_806357059407439_8845660503390179092_n

nov
19

SEMANA DO PENSAMENTO EM MÚSICA

Postado por soteropolis

O Centro de Formação em Artes (CFA) da Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), entidade vinculada à Secretaria de Cultura do Governo do Estado da Bahia (SecultBA), realizará uma edição especial da Semana do Pensamento em Música, de 21 a 28 de novembro, com participação do conceituado pianista africano Ray Lema e do maestro baiano Letieres Leite. A ação é parte do III Encontro das Culturas Negras, projeto da SecultBA que agrega realizações relacionadas com as identidades negras durante todo o mês de novembro, mês da Consciência Negra. O evento contará com dois workshops gratuitos que serão realizados na sede do CFA, no Pelourinho.

Semana do Pensamento em Música – Especial Mês da Consciência Negra

Onde: Centro de Formação em Artes da FUNCEB (Rua do Bispo, nº 29/31 – Pelourinho, Salvador)

Workshop com Ray Lema: 21 de novembro, 18 às 20 horas, aberto ao público (40 vagas)

Não há certificação

Workshop com Letieres Leite: 25 a 28 de novembro, 14 às 18 horas, 30 vagas

Certificação para aqueles que tiverem frequência mínima de 75%

Inscrições: Até 21 de novembro, no CFA ou através do e-mail cfa.funceb@funceb.ba.gov.br

Quanto: Grátis

Realização: CFA/ FUNCEB/ SecultBA

 

 

Semana-do-Pensamento-em-Música

nov
17

NOVEMBRO NEGRO NA TVE BAHIA

Postado por soteropolis

Mariene de Castro

A TVE Bahia preparou uma programação especial com filmes e shows para celebrar o Novembro Negro. E a celebração começa nessa segunda-feira, 17.11, às 23h30, com o show da baiana Mariene de Castro, que apresenta seu novo projeto, o CD “Colheita”. Na terça-feira, 18.11, no mesmo horário, será exibido o documentário “Casa de Santo”, de Antonio Pastori, que leva o telespectador a uma grandiosa e empolgante viagem pelos terreiros de candomblé de Maragojipe, no Recôncavo da Bahia.

ile aye

Já na quarta-feira, 19.11, entra no ar o documentário inédito “Ilê Aiyê – Do Axé Jilotu para o Mundo”, que conta a história do primeiro bloco afro do Brasil, desde o seu nascimento, no Terreiro Ilê Axé Jitolu, na ladeira do Curuzu. Na quinta-feira, 20.11, no ar o documentário “Um Vento Sagrado”, que traz a história de uma das mais importantes figuras do candomblé da Bahia, Agenor Miranda Rocha, o adivinho.

capa_cinco_sentidos

Na sexta-feira, 21.11, encerrando essa semana especial, a música de raiz brasileira será destaque, com a exibição do “Mateus Aleluia – Cinco Sentidos”. O programa traz além do show, depoimentos do cantor sobre a religiosidade de matriz africana e Os Tincoãs, banda da qual Mateus fez parte, a partir de 1963.

Fonte: ASCOM / IRDEB

nov
14

SECRETARIA DE CULTURA PROMOVE CURSO DE POLÍTICA E GESTÃO CULTURAIS

Postado por soteropolis

Discutir política e gestão da cultura contemporânea e aprimorar a formação dos estudantes interessados em cultura são alguns dos objetivos do Curso de Política e Gestão Culturais promovido pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA), em parceria com a Universidade Federal do Recôncavo Baiano (UFRB). O curso é voltado preferencialmente para estudantes de graduação e pós-graduação vinculados à área de cultura, mas está aberto ao público em geral. O encontro acontece no dia 18 de novembro, terça-feira, das 9h às 18h, no Teatro Dona Canô, em Santo Amaro da Purificação. As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas presencialmente ou através do e-mail politicaegestaocultural@gmail.com.

O curso discute três importantes temas: “Política Cultural”, “Gestão e Participação Cultural” e “Fomento à Cultura”, que serão ministrados por Albino Rubim, Secretário de Cultura do Estado da Bahia, Taiane Fernandes, jornalista, produtora cultural e mestre em Cultura e Sociedade, e Verônica Aquino, diretora de fomento da Superintendência de Promoção de Políticas Culturais da SecultBA. Todos os inscritos receberão materiais de leitura obrigatória que fazem parte da carga horária destinada ao curso, dentre eles a Coleção Política e Gestão Culturais e o livreto Políticas Culturais na Bahia 2007-2014. Todas as publicações foram lançadas pela Secretaria de Cultura (SecultBA) e estão disponível no endereço http://www.cultura.ba.gov.br/colecao-politica-e-gestao-culturais/
(13.11.2014)

 

 

nov
13

SANGUE AZUL – LÍRIO FERREIRA

Postado por soteropolis

Por Marília Randam

circo

Um deleite de belas imagens gravadas na ilha de Fernando de Noronha. No Soterópolis de hoje, você vai ver o depoimento de Lírio Ferreira sobre o seu novo longa SANGUE AZUL. Vencedor do prêmio nobre no Festival do Rio, o filme é protagonizado por Daniel de Oliveira que vive Pedro. Um drama familiar envolvendo circo, incesto e um cenário paradisíaco.

nov
13

VENCEDORES DO X PANORAMA INTERNACIONAL COISA DE CINEMA

Postado por soteropolis

Por Marina Montenegro

A décima edição do Coisa de Cinema consagrou o mineiro André Novais como o grande vencedor do Panorama, com o filme “Ela Volta na Quinta”, ganhador do prêmio de melhor longa, Prêmio Indie Lisboa e do Prêmio Ficunam. Abaixo você pode verificar outros vencedores:

 

- Competitiva Nacional de Longas

Melhor Filme (R$ 10 mil): “Ela volta na quinta”, de André Novais

Prêmio Especial (Mistika encode DCP e R$ 12 mil em serviços na CIA Rio) – “Casa Grande”, de Fellipe Barbosa.

 

- Competitiva Nacional de Curtas

Melhor Curta (R$ 10 mil – Prêmio de aquisição do Irdeb): “Sem Coração”, Nara Normande e Tião

Prêmio Especial (R$ 6 mil em serviços na CIA Rio) – “Quinze”, de Maurílio Martins

 

- Prêmio IndieLisboa

Longa: “Ela volta na quinta”, de André Novais

Curta: “Quinze”, de Maurílio Martins

 

- Prêmio Ficunam

“Ela volta na quinta”, de André Novais

 

- Competitiva Baiana

Melhor Filme: “O Menino da Gamboa”, de Rodrigo Luna e Pedro Perazzo

Menção Honrosa: “10-5-2012”, de Álvaro Andrade.

 

- Prêmio André Setaro – Melhor Filme Baiano (Júri APC-BA)

“Revoada”, de José Umberto Dias

 

- Prêmio João Carlos Sampaio (Júri Jovem)

Longa: “Brasil S/A”, de Marcelo Pedroso

Curta: “Quinze”, de Maurílio Martins

Menção honrosa: “Mater Dolorosa”, de Tamur Aimara e Daniel Caetano

 

- Competitiva Internacional

Longa: “Nagima”, de Zhanna Issabayeva – Casaquistão

Menção honrosa (longa): “Como desaparecer completamente”, de Raya Martin – Filipinas

Curta: “Xenos”, de Mahdi Fleifel – Reino Unido/Dinamarca

 

Governo da Bahia  ©2014 | IRDEB - Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia. SECOM - Secretaria de Comunicação Social