Salvador, 23 de maio de 2017
Portal do IRDEB
Principal > IRDEB > Acontece > Mês da Mulher

alt

Neste mês de março, que simboliza tantas lutas e conquistas para as mulheres, nós da TVE e a Educadora FM preparamos diversas surpresas para você, mulher, nossa maior inspiração.

Na TVE, serão reprisados as três edições do projeto "Mulher com a Palavra – Mulheres, Poder e Resistências Culturais". Na terça-feira, 07, será com a professora e filósofa com Marcia Tiburi, compartilhando reflexões citadas em suas obras e perfis em redes sociais. Na quarta-feira, 08, no Dia Internacional da Mulher, será com Elza Soares, falando sobre a atual situação das mulheres, sua história de vida e como ela se reinventou através da arte. E, na quinta-feira, 09, Zélia Ducan conversa sobre sua trajetória artística, seu papel na sociedade e sobre as possibilidades de escolhas da mulher no campo profissional, principalmente na arte.

Durante todo esse mês na nossa programação, você vai assistir a série "Mulheres Fotógrafas" com depoimentos das profissionais. Nos registros, os você vai acompanhar o dia-a-dia dessa profissão responsável por eternizar momentos únicos, a partir dos depoimentos de fotógrafas como Sora Maia, Marina Silva, Rosa Bunchaft, Mariana David e Valéria Simões. Fique ligada, pois os episódios da série vão ao ar durante os intervalos da TVE.

Ainda falando de documentário, o “Mulheres Negras: Projeto de Mundo” vai ao ar dia 22 de março, quarta-feira, às 21h. Nove vozes femininas negras são apresentadas de maneira suave e potente. Em seus depoimentos, cada mulher fala da sua experiência de sobrevivência calcada em sua raça, gênero, classe e desvendam o que significa habitar em pele negra. Dirigido pela feminista negra, Day Rodrigues em parceria com Lucas Ogasawara, o documentário conta com depoimentos de Djamila Ribeiro, Ana Paula Correia, Aldenir Dida Dias, Preta Rara e Nenesurreal, Francinete Loiola, Luana Hansen, Monique Evelle e Andreia Alves.  A linha narrativa do filme reverbera vozes de mulheres que apresentam seu projeto de mundo que, no fim, projetam o resgate de uma humanidade historicamente negada.

No dia 26 de março, domingo, às 21h, a TVE lança um novo documentário: F. O. T. O. G. R. Á. F. I. C. A. S. O documentário apresenta o trabalho e o depoimento de 16 fotógrafas - mulheres pioneiras na profissão como a paulista Nair Benedicto, fundadora da F4 (primeira agência de notícia brasileira) e a inglesa Maureen Bisillia, as primeiras profissionais do fotojornalismo na Bahia como Shirley Stolze, Sora Maia e Margarida Neide. Fotográficas também expõe o olhar de fotógrafas como Arlete Soares, que viajou o mundo fotografando, de Isabel Gouvêa que desde a década de 70 registra as mais belas imagens das Festas Populares da Bahia, com destaque para a Festa de Yemanjá e de Valérias Simões que tem uma trabalho voltado para a cidade, especialmente as cidades do Recôncavo Baiano. Mostra a nova geração de fotógrafas como Marina Silva, Mariana David, Shai Andrade, Helemozão e Rosa Bunchaff. Todo gravado no estúdio da TVE, o documentário parte de três pontos: a história da mulher na fotografia, no fotojornalismo e olhar da mulher fotógrafa - artista e profissional.

Já no dia 27 deste mês, segunda-feira, será exibido o documentário "Mulheres do Samba de Roda", que mostra 16 mestras sambadeiras, seus trajetos e trejeitos, histórias e memórias. Todas elas imprimiram sua marca na estética e na política da cultura popular do Recôncavo, por meio de manifestações culturais como os ternos de reis, terno do acarajé, cheganças, maculelê, capoeira, ranchos, candomblé entre outras. As obras, em seu conjunto, buscam demonstrar a ampla inserção social das sambadeiras. Mulheres que, precocemente, assumiram as obrigações da casa para ajudar seus pais. São marisqueiras, agricultoras, comerciantes, empregadas domésticas. Estão retratados os seus saberes e o protagonismo no enfrentamento de toda forma de violência contra a mulher e a conquista do direito de se expressar, de ter renda própria, saúde, educação. São biografias que constituem um importante acervo para as novas gerações. O filme é uma realização da Associação dos Sambadores e Sambadeiras do Estado da Bahia (ASSEBA), da Rede do Samba de Roda do Recôncavo Baiano e da Chegança dos Marujos Fragata Brasileira.

E a Educadora FM reservou o dia 08 de março inteiro para vocês. Serão 24h de música exclusivamente cantada por mulheres, dedicadas as nossas ouvintes. O Especial das Seis do Dia Internacional da Mulher traz a cantora, atriz e professora, Marilda Santana, como apresentadora, fazendo um programa com destaque para as mulheres compositoras da música popular brasileira.

O dia 8 de março tem que ser visto como momento de mobilização para a conquista de direitos e para discutir as discriminações e violências morais, físicas e sexuais ainda sofridas pelas mulheres, impedindo que continuem os retrocessos, ameaçando o que já foi conquistado com tanta luta. Como cantou Elis Regina, mas é preciso ter manha, é preciso ter graça, é preciso ter sonho sempre. Quem traz na pele essa marca, possui a estranha mania de ter fé na vida.
#ALutaContinua.



 
Governo da Bahia

© 2017 | IRDEB - Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia. Secretaria da Educação do Estado da Bahia.