IRDEB - Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia
TV Rádio Notícias Interatividade

Observatório Vivadança: Quem tem medo de hip hop?

Foto: Bruno Santos/Labfoto

Foto: Bruno Santos/Labfoto

Do VIVADANÇA
Por Sérgio Rivero

Da platéia é visível a elegância, a sofisticação dos movimentos e o cuidado que os B. Boys e as B. Girls trazem nas suas roupas e acessórios.

A singeleza do público soma-se ao cuidado da produção do evento, jogo de luzes, som em cima, temperatura ideal, Ananias Break e DJ Branco, entre outros produtores, cuidadosos em garantir a qualidade de uma arte de rua, anunciam os jurados: dois americanos (Chicago e Iowa) e uma mineira (Uberlândia) que apresentam seus talentos, pois também dançam sob os aplausos de uma platéia ávida por movimento.

O show começa, sucedem-se as duplas, afinadíssimas, no espetáculo que pede expertises e obom humor que transforme a disputa acirrada numa excelência estética e refinada. Em dado momento, Jarius King/ManofGod, um dos jurados, cobra estilo pessoal daqueles que disputam a competição. E assim é. Tudo na paz.

É mais uma batalha final de break, a sétima, que transfigura o Vila Velha em seus 50 anos; esta usina de arte e espaço cultural, bem mais do que um teatro, em sua arquitetura expandida pela vontade contínua de criar e fazer.

E o Hip Hop sai da arena do Vila e volta para a “perifa” da cidade.

E eles voltarão no próximo ano. E eles se verão no próximo ano. Eles.

Duas questões que o Observatório VIVADANÇA se pergunta ao fim de mais uma jornada de break: eles vêm e vão, uma vez por ano, mas percebe-se que eles não voltam em outros momentos para assistir outros gêneros de espetáculos. A classe média soteropolitana também não vem vê-los neste domingo anual…

É fato, a divisão social significa divisão cultural e quebrar tais “tabus” requer um longo e profundo trabalho de mediação.

Os muros invisíveis da exclusão cultural não estão apenas presentes no teatro, mas também lá estão entre os andares dos shoppings, no carnaval liberado para a pipoca, nas bibliotecas, nos museus, nas praias, nos espaços públicos. Até quando?

Tags: , , , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

 
Governo da Bahia  ©2020 | IRDEB - Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia. Secretaria da Educação do Estado da Bahia.