IRDEB - Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia
TV Rádio Notícias Interatividade

6ª edição do São Caetano Resistência acontece neste domingo

Neste domingo (23), a partir das 15h, o bairro de São Caetano será palco da sexta edição do projeto São Caetano Resistência, que reúne, desde 2010, música e poesia na Quadra de esportes, espaço de grande efervescência cultural do bairro. Nesta edição, o streetball, ou basquete de rua, fará parte da programação, e promete animar ainda mais o público, amante da cultura hip hop.

Na programação musical, o projeto traz o reggae da banda Nômades Raíz, o grupo de rap Saca Só e os rappers The LexDj PeuBruno SuspeitoBaga mcGringo mcG.AL.F. Já a poesia ficará por conta dos poetas Fabrício BrittoGiovane SobreviventeTaíssa CazumbáLarissa Andrade Luz Marques.

Como tudo começou
De acordo com os idealizadores, o projeto foi batizado de São Caetano Resistência por representar a continuidade do que vinha sendo feito desde 1999, quando o rap começou a se fortalecer no bairro, a partir de eventos realizados na Quadra, por nomes de referência do ritmo em Salvador, os rappers Praga, Aladim, Spock, Boy, entre outros. A fidelidade aos fundamentos do hip hop também justifica a palavra “resistência”, tomando pra si uma missão política e social.

A primeira edição já mostrou o grande sucesso que o projeto viria a ter adiante, entre os moradores do bairro e ativistas do movimento hip hop e da cultura de rua. Diferente de outros eventos de hip hop, o São Caetano Resistência introduz a poesia e o reggae na sua programação, abrindo as portas para outras linguagens artísticas. “A coisa deu tão certo que produtores de festas de outros bairros e artistas quiseram conhecer nosso trabalho e entender como funciona essa mistura, para poder fazer igual em outros lugares da cidade”, conta Baga.

A vontade de mudar o quadro de descaso do poder público com a periferia através da música é o que une Bruno, Gringo e Baga, e o São Caetano Resistência tem sido uma importante ferramenta para isso. “Depois que a gente começou a fazer o som, as brincadeiras das crianças mudaram. Os meninos deixaram de brincar de polícia e ladrão, pra brincar de mc”, observa Bruno.

Inclusive, as crianças têm sido alvo importante do evento. Para Gringo, elas são um dos maiores estímulos para que cada edição do evento aconteça. “O que a gente faz é também para a nova geração. A gente não vai mudar o mundo, mas vai mostrar uma nova realidade para algumas pessoas”, diz.

Para que o São Caetano Resistência aconteça, Gringo, Bruno e Baga estão sempre em busca de apoio financeiro. Com o sucesso garantido a cada ano, reunindo um número significativo de público, os comerciantes do bairro passaram a contribuir, porém ainda não é o suficiente para que se garanta um cronograma fixo para a realização do evento. “A gente queria fazer o São Caetano Resistência sempre, mas falta apoio”, conclui Gringo.

 

Serviço:
O que: 6ª edição do São Caetano Resistência
Quando: Domingo, 23 de setembro, às 15h
Onde: Quadra do São Caetano

 

Tags: , , , , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

 
Governo da Bahia  ©2020 | IRDEB - Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia. Secretaria da Educação do Estado da Bahia.