IRDEB - Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia
TV Rádio Notícias Interatividade

OMI-DÙDÚ abre inscrições para o Projeto Didá Alamojú III

Atendendo às diretrizes do Programa Jovens Baianos, da Secretaria de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza (SEDES), o Núcleo Omi-Dudu está abrindo o Edital de inscrições para as atividades do ano de 2010 do PROJETO DIDÁ ALAMOJÚ III.

AULA PRÁTICA DE PRODUÇÃO DE VÍDEO

I APRESENTAÇÃO
Atendendo às diretrizes do Programa Jovens Baianos da Secretaria de Desenvolvimento Social e Combate a Pobreza – SEDES, o Núcleo Omi-Dudu está abrindo o Edital de inscrições para as atividades do ano de 2010 do PROJETO DIDÁ ALAMOJÚ III: Escola da Sabedoria.

II CONTEXTO
O projeto DIDÁ ALAMOJÚ esta oferecendo para a juventude negra baiana uma experiência, transformadora, constituída de ações que concorrerão para a ampliação do universo desses jovens com vivências em cursos profissionalizantes e oficinas pedagógicas. Criando assim, espaços para a pesquisa e o debate de temas do cotidiano, explorando o universo simbólico e imaginativo do jovem e promovendo uma leitura mais plural do mundo na perspectiva da paz.

CONFECÇÃO E MODA AFRO

III OBJETIVO
Este projeto, mais uma vez e de forma ampliada, pretende contribuir para o crescimento pessoal e para o enriquecimento das experiências de ações comunitárias vivenciadas pelos elementos informativos e conteúdos voltados para o avanço socioeconômico. Com metodologia focada na preservação dos valores da Cultura Afro-brasileira, o projeto irá beneficiar diretamente 2.000 jovens, de várias comunidades de Salvador e Cidades da Região Metropolitana, em atividades como: Formação de Lideranças Sócio-comunitárias, 10 modalidades de cursos profissionalizantes e varias Oficinas Culturais e Sócio-produtivas no período de 2010 a 2011.


IV JUSTIFICATIVA
O projeto observa que a juventude negra encontra sérias dificuldades em seus espaços de convivência. Por sua vez, os bens culturais produzidos pela sociedade, bem como os bens materiais não são igualmente distribuídos para a população negra, gerando problemas tais como: carências no atendimento às necessidades sociais no âmbito da educação, da saúde, da habitação, da assistência social, e da cultura.

Para realizar ações redutoras desta natureza a comunidade negra ainda enfrenta problemas com o desenvolvimento pleno do potencial intelectual, das habilidades e da exploração da criatividade desses jovens. Portanto, o projeto revela que ao se promover na juventude negra um ensino criador, que favoreça a integração entre a aprendizagem racional e a sua estética, poderá contribuir para o exercício conjunto e complementar da razão e do sonho, no qual conhecer é também divertir-se, orgulhar-se, arriscar hipótese e alegrar-se com as descobertas.

ESTÉTICA AFRO

V CONCEITO
PROJETO DIDÁ ALAMOJÚ III: Escola da Sabedoria . Utiliza como método pedagógico e referencial básico a noção de uma Estética no conceito de “Odara, enquanto beleza, oportunidade e eficiência. Trata-se de um conjunto de posturas no âmbito do sensível, no terreno mágico da emoção, que abrange a visão de mundo africano, as recriações na diáspora e o repertório cultural expressivo do povo negro, no seu processo civilizatório. Para tanto, desenvolve uma proposta pedagógica onde alia a profissionalização, a partir do resgate da identidade racial e do reforço da auto-estima, ou seja, desenvolve uma proposta de cidadania no que ela tem de universal e de específico para os negros.

VI FORMATO
O projeto se constitui de ações sócio-produtivas formadas por um conjunto de atividades envolvendo seminários, palestras, lançamento de livros e vídeos, oficinas de formação produtivas e cursos profissionalizantes com carga horária entre 150 a 720h, divididos em 80% no Módulo de Apreensão e 20% no Módulo de Produção, este último, incluindo a Vivência Prática. As atividades serão realizadas nos dias de segunda, quarta e sexta-feira nos turnos matutino das 08h as 11horas e vespertinos das 14h as 17horas. Os dias de terça, quinta-feira e sábado serão utilizados para atividades complementares ou externas.

VII PUBLICO
O público do Projeto Didá Alamojú compõe-se de jovens encaminhados pela comunidade negra de Salvador e Cidades da Região Metropolitana– 30% masculino e 70% feminino – das camadas populares, moradores dos bairros periféricos, provenientes de famílias com profundas dificuldades econômicas e financeiras, cercados de miséria e violência e oriundos de escolas públicas, com precária formação educacional. E sabemos que essa conjugação de fatores torna extremamente difícil a sua inserção socioeconômica, a não ser que sejam executados programas específicos para ruptura deste quadro.

VIII CRITÉRIO GERAL DE PARTICIPAÇÃO
Para participar de um dos cursos do projeto Didá Alamojú devem ser levados em conta alguns critérios combinados:

Ser afro descendente ou encaminhado pela comunidade negra de Salvador
Idade de 16 a 23 anos de ambos os gêneros.

Estudante da Rede Publica de ensino com escolaridade mínima 8ª serie e máxima 2º Grau em curso.

Não ter experiência anterior de trabalho formal (carteira assinada).

Não ter sido beneficiado por algum programa social de capacitação.

Comprovar renda mínima familiar de meio salário mínimo por pessoa (Pesquisa sócio-econômica).

Xerox de todos os documentos básicos exigidos para matriculas (RG, CPF, Carteira de Trabalho, Atestado de residência, comprovante de matricula escolar, 01 fotos 3X4,certidão de nascimento.

IV- PERÍODO E LOCAIS PARA INSCRIÇÃO
PERÍODO: 26/07 á 013/08 / 2010
LOCAIS:
BIBLIOTECA PÚBLICA DO ESTADO DA BAHIA -3º andar, sala n. 06. Barris/ Centro
Das 08:hs as 17:hs
Responsável: Iara Moura

CENTRO INTEGRADO DE APOIO A CRIANÇA E AO ADOLESCENTE- CIAC/ ONDINA – Alto de Ondina S/N, próximo a Policia Militar. Das 08hs as 17hs.
Responsável: Edleuza Dias

SEDE ADMINISTRATIVA / ONG OMI-DUDU – Rua Monte Conselho nº 121 – Rio Vermelho,ao lado da 7ª delegacia. Das 08hs ás 18 hs
Responsável: Carina Silva

X PROCEDIMENTOS NAS INSCRIÇÕES, SELEÇÃO E MATRÍCULAS
Os candidatos devem se apresentar nos locais de inscrição munidos dos documentos exigidos.

Haverá entrevistas e pesquisa do perfil socioeconômico da/do jovem pré-selecionada/do.

O resultado da pesquisa implicará na efetivação ou não da matricula.
Se ficar comprovado a participação de algum jovem em outro projeto social a inscrição será anulada e a vaga preenchida por outro/a candidata/o.

XI RESULTADO DA SELEÇÃO

O resultado com a lista dos jovens selecionados será publicado num dia a ser combinado na pagina do site da Omi-Dudu e parceiros, bem como nos locais de inscrição.

Os jovens selecionados serão chamados para se submeterem a pesquisa do perfil socioeconômico e posterior efetivação da matricula.

CONTATOS:  www.nucleoomidudu.org.br
Tels: 71- 3334.2948 / 5982

VÍDEO SOBRE OS 20 ANOS DO OMI DÙDÚ E O PROJETO DIDÁ ALAMOJÚ

Tags: , , ,

2 Comentários para “OMI-DÙDÚ abre inscrições para o Projeto Didá Alamojú III”

  1. […] This post was mentioned on Twitter by Dj Branco, O Rap Informa. O Rap Informa said: .@EvolucaoHipHop OMI-DÙDÚ abre inscrições para o Projeto Didá Alamojú III http://bit.ly/daZCFv #ORapInforma […]

  2. sueide disse:

    ate hoje ñ conseguir pega o meu certificado como faço pra poder pegar seria muito bom se eu conseguisse ele

Deixe um comentário

 
Governo da Bahia  ©2019 | IRDEB - Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia. Secretaria da Educação do Estado da Bahia.