IRDEB - Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia
TV Rádio Notícias Interatividade

Provocativa e atual, peça do Bando de Teatro Olodum faz 20 anos

Cabaré da Rrrraça

Cabaré da Rrrrraça completa 20 anos (Foto: Marcio Meirelles/Divulgação)

Do Correio24Horas

Emblemática, a peça Cabaré da Rrrrraça ganha temporada comemorativa a partir deste sábado (12/8), no Teatro Vila Velha

Dia 8 de agosto de 1997: “O que é ser negro?”, questiona um dos personagens do espetáculo Cabaré da Rrrrraça (assim mesmo, com cinco ‘rs’, como se fosse um rugido). “Ser negro é luta, viu? É ver que até hoje as pessoas batem na minha porta e perguntam pela dona da casa”, responde hoje a atriz Vadinéia Soriano, 47 anos, que integra a peça do Bando de Teatro Olodum desde a estreia, que completa 20 anos nesta terça (8/8).

“Ser negro é você pegar um táxi, Uber, e todos os dias ouvir dos motoristas que te deixam na porta de casa querendo ser simpáticos: ‘bom trabalho’”, completa o coreógrafo Zebrinha, 62. Diretor artístico do Balé Folclórico da Bahia, ele assina desde 1997 as coreografias de Cabaré da Rrrrraça, espetáculo emblemático do Bando que ganha temporada comemorativa a partir de sábado (12/8), no Teatro Vila Velha.

Depois de 20 anos, a pergunta “o que é ser negro?” continua na essência da peça que tem direção de Marcio Meirelles e texto assinado por ele com os atores do Bando. “Os avanços são muitos, em 20 anos, mas parece que a situação só piora. Moro em um bairro de classe média e toda vez que desço para ir no mercado é a mesma coisa. Se vem alguém no passeio, homem ou mulher, prefere ir para o meio da rua a se ‘arriscar’ a cruzar comigo. Só a gente que enfrenta no dia a dia é que sabe”, desabafa o ator Jorge Washington, 52.

Jorge também integra, desde o início, o elenco formado por 14 atores que se encontram mais uma vez no palco do Vila Velha para debater o racismo. Eles compartilham com a plateia, cheios de humor, crítica e personagens intencionalmente alienados, casos de preconceito que enfrentaram.

“Cabaré falava do racismo há 20 anos… Isso é muito triste. Que pena que a gente ainda tem que falar sobre isso. Claro que a gente nunca imaginou que a peça ia viver 20 anos e ia continuar tão atual. Então é um misto de alegria e tristeza”, pondera a atriz Cássia Valle, 46, na peça desde 1997.

Leia a matéria completa no site http://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/provocativa-e-atual-peca-do-bando-de-teatro-olodum-faz-20-anos/

local. Informações: www.teatrovilavelha.com.br

Tags: ,

Deixe um comentário

 
Governo da Bahia  ©2017 | IRDEB - Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia. Secretaria da Educação do Estado da Bahia.