IRDEB - Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia
TV Rádio Notícias Interatividade

Festival de Graffiti Bahia de Todas as Cores – BTC- 2ª edição

Bahia de Todas as CoresCom o tema Nesse spray tem dendê!, festival de graffiti reunirá artistas de diversos lugares do país e de fora para debate sobre o empoderamento feminino, pinturas e shows em Madre de Deus

Entre os dias 17 e 20 de março de 2016, a arte baiana de rua vai mostrar suas cores e ganhar novas matizes. Em sua segunda edição, o Festival de Graffiti Bahia de Todas as Cores – BTC irá reunir mais de 90 artistas locais, nacionais e estrangeiros, para pintar e refletir sobre essa linguagem que ganhou o mundo e contribui para a democratização da arte e o embelezamento da paisagem urbana. Esse ano, o BTC acontecerá no município de Madre de Deus, município que integra o arquipélago da Baía de Todos os Santos e está a 63 km de Salvador.

O BTC terá o tema Nesse spray tem dendê!, uma proposta de reflexão sobre a singularidade do graffiti da Bahia, com seus estilos, técnicas e temas próprios. O dendê, condimento que dá cor e sabor à culinária afro-brasileira, funciona aqui como uma metáfora para exemplificar o quanto o ‘tempero’ da arte baiana é reconhecido e valorizado em qualquer lugar onde se apresente. Nos últimos anos, artistas soteropolitanos como Bigod, Vinícius Vidal, Eder Muniz e Limpo, por exemplo, visitaram lugares da Europa e Estados Unidos, produzindo por lá suas intervenções urbanas.

A ideia também pretende afirmar a relevância do graffiti para a construção de novas visões sobre a cidade, ampliando debates sobre acesso à produção artístico-cultural e sobre as questões de gênero no universo das artes visuais. O BTC dará destaque ao tema com a mesa-redonda Empoderamento da mulher como artista urbana, que contará com a presença da pesquisadora Roca Alencar (UFBA), das ativistas Samira Soares e Joana Parolli, das grafiteiras Andressa Monique e Sista Katia e da secretária nacional de Juventude da Presidência da República, Tamara Terso.

Para Chermie Ferreira, grafiteira e uma das organizadoras do festival, o BTC está se firmando como o evento de graffiti nacional que prioriza a participação das mulheres. Em sua primeira edição, conseguiu trazer 20 artistas de fora, com um total de 25 mulheres. “Mais uma vez, queremos mostrar o graffiti não apenas no muro, mas como um instrumento para debate das políticas públicas de direito à cidade e equidade de gênero. É um diálogo muito importante que o BTC tá colocando: mesmo sendo um evento predominantemente masculino, coloca as grafiteiras como protagonistas”, pontua Chermie.

Em seu programa de atividades, o BTC 2016 contará com a mesa-redonda Empoderamento da mulher como artista urbana, no dia 17 de março (quinta-feira), às 18 horas, no Complexo de Educação Municipal Professor Magalhães Netto (Rua Nelson Barbosa Azevedo, Centro). No dia 18, acontece um mutirão de graffiti no Colégio Estadual Antonio Balbino (Avenida Treze de Junho, Centro) e às 19 horas, shows com os grupos Batekoo, Fúria Consciente e os DJs Kajaman e Branco, na pista de skate de Madre de Deus. No terceiro e quarto dias, ocorrerá a Feira de Street Art que acontecerá em paralelo à produção coletiva de um painel com aproximadamente 500 metros, na rua do Fogo, no bairro de Suape.

No sábado à noite também haverá shows dos DJs Kajaman e Branco, na pista de skate. No dia 20 (domingo), encerra-se a pintura às 16 horas com uma foto oficial de todos os participantes. O BTC é uma realização do Coletivo Vai e Faz (formado por artistas, comunicadores, produtores e estudiosos do tema) e da Prefeitura de Madre de Deus.

Assessoria de imprensa: Carol Garcia: (71) 98843-2498 – kerolsgarcia@gmail.com

Contatos para maiores informações: Evanilton Gonçalves (71)98818-7136 – evaniltongoncalves@gmail.com

www.bahiacores.com /// facebook.com/bahiadetodasascores /// instagram @btcgraffitifestival

Tags: , , , , , ,

Deixe um comentário

 
Governo da Bahia  ©2020 | IRDEB - Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia. Secretaria da Educação do Estado da Bahia.