Programas

O terceiro trabalho solo de Julio Caldas

25 de abril de 2016
Julio Caldas - Foto - Reprodução

Foto: Reprodução

O mais novo disco do instrumentista, cantor e compositor baiano Julio Caldas, “Blues, Baiões e Psicodelia”, é destaque no Especial das Seis desta segunda (25). Como o próprio título sugere, o álbum promove uma fusão entre os estilos musicais citados e traz algumas improvisações, relembrando momentos clássicos de psicodelia do rock progressivo.

Lançado em 2015, este terceiro trabalho solo do artista possui faixas inéditas e autorais com participações de Manoelzinho Aboiador, Miguelzinho Violeiro, representando a cultura popular nordestina repentista com a poesia matuta, além das parcerias com Bule Bule, Emílio Cunha, Illa Benício e Claudio Diolu.

Diferente dos dois discos antecessores, “Blue, Baiões e Psicodelia” não adota o trabalho instrumental como principal tema. “Esse disco, pra mim, vem trazer um novo ciclo agora porque eu trago o conceito de utilizar esses instrumentos que eu toco, que eu pesquiso, em prol das minhas composições, das minhas ideias, da minha música”, explica Julio Caldas. O CD, de produção 100% independente, foi gravado ao vivo no Teatro Sesc Senac Pelourinho e nos estúdios WR e Visgo de Jaca.

Nessa edição vamos ouvir “Futuros Alquimistas”, parceria entre Durval e Paulinho Caldas, respectivamente, o pai e o tio de Julio, “Meu Santo” e “Não Mais o Fim”.

Produção: Guilherme Reis e Ananda Brasileiro

O Especial das Seis vai ao ar pela 107.5 Educadora FM às 18h e também pode ser ouvido online no portal educadora.ba.gov.br.