Orquestra Sinfônica da Bahia ganha mais autonomia

04/04/2017 12:53:47

O governador da Bahia, Rui Costa, assina nesta terça-feira (04) no TCA, às 15h, o contrato de publicização da Orquestra Sinfônica da Bahia. A iniciativa do governador, visa "dar vida longa à orquestra com um novo modelo de gestão, com funcionamento mais ágil”, admite o Rui. O destaque da medida permite que a Osba capte recursos externos, funcionando através de uma forma de gestão mais moderna e mais eficiente. A instituição não fica desvinculada do governo, mas abre espaço para participação privada.

A Osba foi criada em 1982 e integra o corpo artístico do Teatro Castro Alves. Na sua trajetória, a Osba esteve sob a regência de conceituados maestros, como Christopher Warren-Green, John Neschling, Isaac Karabtchevsky, Alex Klein e Olivier Cuendet e Ricardo Castro. A partir de 2011, o maestro Carlos Prazeres assumiu o posto de regente titular e curador artístico da OSBA. No currículo, acumula grandes nomes da música clássica, como Luciano Pavarotti, Montserrat Caballé e Milla Edelman. Destacam-se ainda as apresentações ao lado do Ballet Kirov, Ballet Bolshoi (Rússia) e Ballet da Cidade de Nova York, além da participação na montagem de várias óperas.

Publicização é a transferência da gestão de serviços e atividades, não exclusivas do Estado, para o setor público não-estatal, assegurando o caráter público à entidade de direito privado, bem como autonomia administrativa e financeira.

Acompanhe o evento pela tela da TVE 10.1, às 15h. Você pode acompanhar também pelo nosso facebook e através do nosso portal.