Salvador, 17 de agosto de 2017
Portal do IRDEB
Principal > Destaques da Programação > ‘Bahia Singular e Plural’ faz 20 anos



TVE, canal 10.1, em homenagem aos 20 anos da série Bahia, Singular e Plural, exibe nas terças-feiras do mês de agosto, sempre às 21h30, cinco  episódios de um trabalho pioneiro em uma televisão brasileira, sobre as tradições populares baianas. Entre os anos de 1997 e 2003, foram produzidos e lançados 18 vídeos-documentários e 8 CDs da série.

Todo esse material foi exposto em museus, universidades e escolas secundárias da Bahia, representou o Estado na feira da cultura baiana em Lisboa, Portugal e também participou  da megaexposição ‘Brasil+500-Mostra do Descobrimento’, em São Paulo, ambas nos anos 2000.

O Programa Bahia Singular e Plural registrou e mostrou a diversidade do interior da Bahia do Recôncavo, do sertão, do litoral.  A série televisiva revela um conjunto de expressões culturais como folguedos, festas e rituais religiosos populares. Acompanhe a sinopse das exibições:

01.08- ‘Nego Fugido’ : Único documentário em que aparece um único grupo, pois este folguedo é exclusivo do povoado do Acupe, distrito do município de Santo Amaro da Purificação. O Nego Fugido é um teatro de rua formado por adolescentes, filhos de pescadores e encenam nas ruas a libertação dos escravos e acontece durante quatro domingos do mês de julho.

08.08- ‘Índios do Sertão’: Esse vídeo registra o toré dos índios Kiriri de Mirandela; o toré dos Tuxá de Rodelas; a dança do Praiá, feita pelos Pankararé de Nova Glória; e ainda traça um panorama da história desses povos indígenas do sertão da Bahia.

15.08- ‘Festa de São Roque’: Este programa mostra três comemorações distintas em louvor a São Roque: a dos índios Pankararé que organizam uma romaria acompanhada de uma banda de pífanos; a das prostitutas de Riachão de Jacuípe, que realizam um cortejo acompanhado de uma banda de sopro; e as festas organizadas pelos fiéis católicos e adeptos do candomblé de Salvador.

22.08- ‘Mastros Sagrados e Profanos’: Para realizar esse programa, as equipes da TV Educativa acompanharam passo a passo a puxada do mastro de São Sebastião, por mais de 15 horas. Meses depois foi documentado o mastro do Divino Espírito Santo, na Chapada Diamantina. Tem ainda o trança-fitas ou pau-de-fitas que se vê nas cidades de Rio de Contas, Utinga e Andaraí.

29.08- ‘Marujada’: É o nome de um folguedo também conhecido como Chegança de Marujos. Em uma embarcação imaginária fazem um cortejo pelas ruas da cidade, batendo pandeiro e  tocando violas; e as Marujadas que apresentam danças dramáticas, relacionado a episódios cômicos e trágicos da vida marítima. 




 
Governo da Bahia

© 2017 | IRDEB - Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia. Secretaria da Educação do Estado da Bahia.