Salvador, 19 de setembro de 2019
Portal do IRDEB
Principal > Destaques da Programação > Especial das Seis

Começamos a semana do Especial das Seis com o disco “Olho D’Água”, da cantora e compositora Marlui Miranda. Este ano, o trabalho comemora 30 anos de lançamento e é o primeiro disco-solo da artista cearence que cresceu em Brasília.

O álbum já traz algumas características que vão ser destaques na carreira de Marlui Miranda, como a presença de elementos da música indígena que a cantora pesquisa e divulga até hoje.

Mais sobre Marlui Miranda:

Nascida em Fortaleza e criada em Brasília, mudou para o Rio de Janeiro na década de 70 e estudou violão clássico com professores renomados como Turíbio Santos, Paulo Bellinati e outros

Tocou com Egberto Gismonti, Milton Nascimento, Jards Macalé, e em 1979 lançou o disco "Olho d'Água". Compôs trilhas para cinema e teatro e atua também como compositora.

Suas músicas já foram gravadas por Ney Matogrosso, Sá & Guarabyra e outros. A partir da década de 70 passou a pesquisar e estudar a música dos índios brasileiros, atividade a que se dedicou por diversos anos. Ganhou bolsa de uma instituição nova-iorquina e realizou um projeto de preservação e recriação da música indígena da Amazônia brasileira.

Com esse trabalho atuou como consultora de música indígena em filmes e eventos, gravou discos para o Brasil e para o exterior e produziu espetáculos, como a missa indígena criada a partir de músicas de tribos e apresentada na Catedral da Sé, em São Paulo em 1997 com a participação de orquestra jazz sinfônica e coral.

Desde 1996 é integrante do grupo Pau Brasil. Em 1998 participou do disco "O Sol de Oslo" com Gilberto Gil, Bugge Wesseltoft, Trikot Gurtu, Rodolfo Stroeter e Toninho Ferragutti.

Fonte: Site da Cantora

 

 



 

© 2019 | IRDEB - Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia. Secretaria da Educação do Estado da Bahia.