Salvador, 21 de fevereiro de 2020
Portal do IRDEB
Principal

Agosto da Igualdade tem série de documentários e filmes na TVE Bahia

No mês de intensas mobilizações contra os preconceitos e intolerâncias, a TVE estreia o Agosto da Igualdade com uma série de documentários e filmes. A curadoria da emissora selecionou diversas obras, entre inéditas e do próprio acervo, além de produções de destaque na cena baiana, que serão exibidos ao longo deste mês.

Em ‘Do que aprendi com minhas mais velhas’, Nenguas, Yalorixás e Egbomis contam como aprenderam com seus mais velhos e como ensinam aos seus mais novos. Dirigido e produzido por Fernanda Júlia Onisajé e Susan Kalik, o média-metragem será exibido no dia 08, às 22h30, e mostra a importância da aproximação e convivência entre mais velhos e os mais novos através da sabedoria das mais velhas, das narrativas orais e dos ritos que unem e fortalecem os laços ancestrais. 


Já o documentário 1798: Revolta dos Búzios, do cineasta Antônio Olavo, vai ao ar no dia 15, também às 22h30, e retrata este importante fato da história do Brasil.O filme tem um recorte temporal, que se inicia em 12 de agosto de 1798 e termina em 8 de novembro de 1799, período que convulsionou a cena política da Bahia, atingindo centenas de pessoas com interrogatórios, detenções e, finalmente, condenações de açoites públicos, prisões, degredo perpétuo, até a pena de morte, sentença máxima que se abateu sobre quatro homens negros: os soldados Luís Gonzaga e Lucas Dantas, e os alfaiates João de Deus e Manoel Faustino, enforcados e esquartejados no dia 8 de novembro de 1799, na Praça da Piedade, em Salvador.


No dia 16, a emissora exibe o documentário ‘Mestre Moa, Presente!’, a produção da TVE faz o percurso inicial desde a criação do Afoxé Badauê, trazendo o capoeirista como personagem central, e finalizando com uma passagem pelos últimos 30 anos de vida, quando Moa se dedicou a viajar pelo mundo para espalhar o afoxé. O documentário traz materiais inéditos do acervo da TVE dos carnavais de 79 e 80, além de entrevistas com os fundadores do Badauê e com artistas influenciados pelo Afoxé, como Caetano Veloso e Aluísio Menezes. A exibição é às 22h.


O longa-metragem ‘Jardim das Folhas Sagradas’, do diretor Pola Ribeiro, aborda a temática particular do candomblé e questiona a possibilidade de fugir do destino. A ficção, que será exibida no dia 29, às 22h30, traz um elenco de atores baianos e apresenta a história de um bancário bem sucedido, que é casado com uma mulher de crença evangélica. Após um acontecimento trágico, o personagem recebe uma missão no Candomblé: fundar o terreiro Ilê Axé Opô Ewê.


Até o final do mês, a emissora exibe ainda outras diversas obras que fazem parte das celebrações do Agosto da igualdade, entre elas, os documentários ‘Batatinha - O Poeta do Samba’, ‘Mestre Pastinha’, ‘Viva o Abaeté’ e ‘Toponímia da Cidade de Salvador’.


Acompanhe a TVE Bahia nas redes sociais:

facebook.com/tvebahia

youtube.com/tvebahia

twitter.com/tvebahia

instagram.com/tvebahia




 

© 2019 | IRDEB - Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia. Secretaria da Educação do Estado da Bahia.