IRDEB - Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia
TV Rádio Notícias Interatividade

Com o polegar virado


“A felicidade é imensa. Tirei um peso das costas. Mas não é hora de comemorar. Fomos mal demais. Agora é reformular o plantel e se Deus quiser 2013 vai ser bom”. Essas foram as palavras do zagueiro Lucas Fonseca depois do último jogo do Campeonato Brasileiro, em entrevista à Rádio Tudo FM.

Esse é o mesmo sentimento do torcedor tricolor. Os gritos na hora do gol de Araújo, do Náutico, foram de alívio. A explosão de alegria quando Rafael Gladiador driblou Márcio e empurrou para a rede foram de libertação. Depois de 38 rodadas sofrendo, finalmente a esperança de uma boa campanha na Série A foi renovada. Que seja em 2013, porque nos três anos em que o tricolor disputou a primeira divisão na era dos pontos corridos, as campanhas foram vergonhosas. Em 2003, ficou em último e foi rebaixado. Voltou em 2011 e ficou em 14º, escapando da degola da penúltima rodada. Este ano ficou em 15º e sofreu até o último jogo.

Chega, né?!

Não adianta falar que os clubes do Nordeste não podem brigar com os do eixo sul-sudeste. Isso é uma desculpa esfarrapada e que não cabe mais no futebol moderno. O Bahia, com sua folha salarial de R$2 milhões por mês é maior que as de Coritiba (R$1,8 milhão), Náutico (R$1,8 milhão), e Ponte Preta (R$1,8 milhão). Esses três times além de terem passado muito menos sufoco, ainda terminaram em melhor situação que o Bahia. E o Palmeiras, gastando quase seis milhões por mês com seus jogadores, acabou rebaixado de forma vergonhosa.

Precisa planejar. Contratar certo. Investir e apostar na base.

Se não mudar de dentro pra fora vai continuar brigando pra não cair. Vai continuar criando justificativas estapafúrdias para enganar ninguém mais que a si. Vai continuar empurrando a sujeira pra debaixo do tapete.

E isso, como o Rafael Gladiador costuma fazer nas comemorações contra os adversários, é coisa de guerreiro derrotado.

Deixe um comentário

Governo da Bahia  ©2019 | IRDEB - Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia. SECOM - Secretaria de Comunicação Social