IRDEB - Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia
TV Rádio Notícias Interatividade

Cartão vermelho para o desrespeito

A justiça foi feita.

Viafara foi suspenso por 04 jogos depois de insinuar com gestos que Jaílson Macedo Freitas estava roubando. Neto Baiano também foi aos microfones e declarou que o árbitro estava favorecendo o Bahia no clássico e acabou suspenso por 03 jogos. Mário Silva, José Perdiz, Beto Silveira e Alexi Portela também serão punidos. Também duvidaram da idoneidade de Jaílson.

Criticar arbitragem virou moda no Brasil.

Dizem que errar é “humano, mas perdoar é divino”. Num meio onde a religiosidade aflora, como no futebol, não é isso que vemos. Qualquer lance duvidoso vira um motivo para jogadores, treinadores e dirigentes xingarem o árbitro.

Agressão verbal também é crime. O Código Penal Brasileiro prevê no seu Art. 139 que “Difamar alguém, imputando-lhe fato ofensivo à sua reputação” é passível de pena de detenção de três meses a um ano, mais multa. Já no Art. 140 temos: “Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro” pode render detenção de um a seis meses, ou multa.

Ladrão, vagabundo e safado já soam comuns para os homens do apito.  Infelizmente.

A imagem dos árbitros baianos está desgastada.

Quando se reúne com os árbitros, a Federação Bahiana de Futebol ratifica o apoio a eles. Isso seria louvável, se a própria FBF não tivesse uma grande parcela de culpa nesse desgaste. Sim, porque desde 2002 a Escola de Árbitros não funciona.

Há quase dez anos não formamos novos profissionais e por conta disso não temos mais um árbitro sequer no quadro de aspirantes à FIFA. Os dois últimos (Arilson Bispo da Anunciação e o próprio Jaílson) tiveram de deixar o quadro. Passaram da idade limite.

Temos alguns bons nomes na Bahia e esse cenário ainda pode ser modificado. Basta que a arbitragem seja levada a sério.

Não só pelos árbitros, é claro, mas por quem convive com eles.

Dentro e fora de campo.

3 Comentários para “Cartão vermelho para o desrespeito”

  1. Julliano disse:

    Desrespeito foi aquela arbitragem maliciosa e tendênciosa no BAVI! Graças a aquelas e outras partidas onde o apito ajudou, o bahia conseguiu se classificar depois de uma campanha RIDÍCULA no campeonato.

    Salve a arbritagem da Bahia!

  2. Daniel Valente disse:

    Parabéns pelo texto.. enquanto o torcedor baiano tiver esse pensamento de que o time rival foi prejudicado pelo juiz, o futebol baiano vai continuar do tamanho de uma caixa de fósforo.
    E tem mais, acho que é por que já estamo no século 21 que o povo acha que o juiz tem que ser que nem um tira teima… pelo amor de Deus né??
    CAMPEONATO DO NORDESTE JÁ!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  3. Rafael Barata disse:

    Parabens pelo texto Gustavo!!! Abs!!

Deixe um comentário

Governo da Bahia  ©2019 | IRDEB - Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia. SECOM - Secretaria de Comunicação Social